Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Cotidiano

Antonia Fontenelle critica Regina Duarte na Cultura: "Me oponho totalmente"

.

Antonia Fontenelle não esconde de ninguém suas opiniões e a apresentadora, que é uma das apoiadoras do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), não gostou da escolha de Regina Duarte para chefiar a secretaria especial de Cultura, pasta subordinada ao Ministério do Turismo. Ao UOL, ela comentou, com exclusividade, a nomeação confirmada na noite de ontem.

"Me oponho totalmente. Nada pessoal. Sou fã da artista Regina Duarte, mas acho que é uma pasta técnica, e ela não tem capacidade para isso. Ela tem 72 anos e para ocupar esse lugar tem que ter um gás, sangue nos olhos e uma disponibilidade muito grande. Acho que ela não vai segurar essa pressão. É a minha opinião", declara.

Antonia acredita que a estrela da teledramaturgia, que já foi chamada de fascista por apoiar Bolsonaro, irá sofrer com a diferença brusca na sua renda mensal. "A TV Globo já deixou claro que se ela aceitar, ela vai ter que sair. Abrir mão de um salário milionário para quem não está fazendo nada... O salário público é muito pequeno perto do que ela ganha, para ela ter que enfrentar um pepino tão grande. Vão fazer uma devassa na vida dela", avalia.

Apesar da opinião bem formada sobre a chefia da pasta, a youtuber não saberia indicar quem pode ocupar com êxito o cargo. "É muito ruim quando a gente aponta um problema e não tem a solução, mas, infelizmente, eu não sei quem indicaria. Se ele me perguntar hoje, eu não tenho quem indicar", assume.

Ao ser questionada se ela aceitaria ser a nova secretária, Antonia nega. "Jamais. É um problema tão grande nessa pasta. As pessoas não têm ideia. Fui à Ancine e vi a quantidade de produtora grande que não prestou contas. Ele está fazendo uma limpa e o justo, infelizmente, paga pelo pecador", justifica. 

A atriz condena outras escolhas de Bolsonaro. "Acho que o presidente mandou mal nessa indicação. Aliás, o Bolsonaro não é muito bom de indicar. Ainda tem Alexandre Frota, Joice Hasselmann e outros que o apunhalaram pelas costas. Não digo que a Regina seja o caso de o trair, mas é uma indicação precipitada. Sei que ele sabe que não gostei", conclui.

Convite a Regina Duarte

Desde que foi pessoalmente convidada por Bolsonaro, em 20 de janeiro, a artista vinha se referindo à negociação com o governo Bolsonaro como um "noivado". Afeito a metáforas que remetem a relacionamentos amorosos, o presidente entrou na brincadeira. Chegou a dizer que o casamento "daria o que falar" e que os dois se encontrariam "escondido da primeira-dama". Na semana passada, Regina viajou a Brasília para um almoço com Bolsonaro e aproveitou para conhecer um pouco da estrutura da secretaria de Cultura, que tinha status de ministério até 2018, no governo do ex-presidente Michel Temer (MDB).

Via, Uol.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas de Cotidiano

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber