Consonância entre membros da Comissão de Segurança facilita trabalho do grupo - TNOnline
Mais lidas
Ver todos

Cotidiano

Consonância entre membros da Comissão de Segurança facilita trabalho do grupo

Foto por
Escrito por Assembleia Legislativa do Estado do Paraná
Publicado em Editado em
Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, .

Formada por membros titulares oriundos da área de segurança e presidida por um ex-integrante da Polícia Militar do Paraná, a Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa do Paraná encerrou 2019 atendendo a todas as demandas que lhe foram solicitadas. “Apesar do trabalho pesado durante o ano, é muito fácil trabalhar com uma equipe que é estritamente técnica. Tivemos situações relevantes, como a do Porto de Paranaguá, a situação do presídio para funcionários públicos e uma audiência pública sobre reintegrações de posse na cidade de Cascavel”, destacou o presidente do grupo, deputado Coronel Lee (PSL).

Em Paranaguá, a Comissão se debruçou sobre crimes contra os caminhoneiros que seguem para o desembarque de cargas. Foram cobradas ações do Governo do Estado e oferecido apoio aos órgãos para reduzir os índices. A Comissão se reuniu com o secretário de estado da Segurança Pública, e Administração Penitenciária, Rômulo Marinho Soares, com o comandante da Polícia Militar e com o chefe da Polícia Civil, além do chefe da Guarda Portuária. O empenho ajudou na redução de furtos em 76% e de assaltos aos caminhoneiros em 54%.

A Comissão solicitou, do Poder Executivo, recursos que garantam a construção de um estabelecimento prisional para custódia de integrantes das carreiras de segurança pública. Segundo justificativa do requerimento (nº 3333/2019) o Paraná “não possui uma unidade penal para agentes de segurança do Estado. Este estabelecimento penal, além de custodiar policiais militares, bombeiros militares, policiais civis, guardas municipais e agentes penitenciários poderá abrigar também ex-governadores, deputados estaduais e federais, juízes, promotores e demais autoridades que sejam privadas de suas liberdades”.

Em outubro, foi promovida em Cascavel, no Oeste, a audiência pública “MST – Reintegrações de Posse”, com a participação de produtores rurais, empresários, membros do Poder Judiciário, gestores e lideranças da região. Agricultores que tiveram suas propriedades ocupadas deram seus depoimentos. Em agosto, membros da Comissão de Segurança Pública foram a Araucária, na Região Metropolitana de Curitiba, para ouvir do prefeito Hissan a intenção de repassar um edifício do município à Polícia Militar para a criação e instalação de um batalhão da Polícia Militar.

São membros titulares da Comissão de Segurança Pública os deputados: Coronel Lee (PSL), presidente; Delegado Recalcatti (PSD), vice-presidente; Delegado Fernando Martins (PSL); Delegado Jacovós (PL); Soldado Adriano José (PV); Soldado Fruet (PROS); e Subtenente Everton (PSL).

Deixe seu comentário sobre: "Consonância entre membros da Comissão de Segurança facilita trabalho do grupo"

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.