Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Cotidiano

Jovem escalpelada em kart pediu 10 milhões de dólares e casa nos EUA, diz rede de supermercados onde ocorreu acidente

.

(Reprodução)
(Reprodução)

A rede de supermercados onde funcionava o kart em que Débora Dantas sofreu um acidente e perdeu o couro cabeludo divulgou, nesta sexta (17), que ela apresentou, através do advogado, uma lista de pedidos para a segunda etapa do tratamento, em 2020. Na quinta (16), o Procon-PE multou o Grupo Big e a Adrenalina Kart Racing, empresa responsável pelo kart, em R$ 5 milhões, cada um (veja vídeo acima).

“Por intermédio do seu advogado, Débora então apresentou uma lista de pleitos que não guardam nenhuma relação com o acidente ou com a sua saúde, como: financiamento de curso preparatório de sua escolha em qualquer lugar do mundo; financiamento do curso da Universidade de Medicina de Harvard; custeio de plano de saúde internacional; casa em Longwood, nos EUA; e pagamento do valor de 10 milhões de dólares. Foi nessa oportunidade, ainda por meio do seu então advogado, que Débora sinalizou interesse em seguir com o seu tratamento nos Estados Unidos”, disse o Grupo Big em nota.

O G1 tentou contato com Débora para saber se ela pretende se manifestar sobre essa lista de pleitos divulgada pela rede de supermercados, mas obteve retorno às ligações até a última atualização desta matéria. O advogado dela disse que vai se manifestar sobre o assunto em uma coletiva de imprensa no Recife na tarde desta sexta-feira (17).

Após o escalpelamento, ocorrido em agosto de 2019, e do atendimento inicial no Recife, o tratamento da jovem de 19 anos passou a ser feito no Hospital Especializado de Ribeirão Preto, em São Paulo, onde a primeira etapa foi concluída em outubro do ano passado.

Ainda no texto, a rede de supermercados afirmou que “jamais se negou, e nem se negará, a custear os procedimentos necessários à plena recuperação da sua saúde”.

Também declarou que “independentemente de o fato ter acontecido em área usada por terceiro e, portanto, ser integralmente de responsabilidade deste, o Grupo Big prontificou-se a amparar Débora desde o primeiro momento arcando com todos os custos de seu tratamento, sem medir esforços e sem nenhuma limitação de valores”.

A próxima fase do tratamento seria iniciada com uma consulta médica prevista para o dia 6 de janeiro no Hospital de Ribeirão Preto. Também de acordo com o Gupo Big, a consulta acabou “não sendo confirmada por Débora, que sempre realizou os agendamentos de acordo com a sua conveniência”.

Na nota, a rede de supermercados disse aguardar uma definição da jovem sobre a continuidade do tratamento em São Paulo e que “a plena recuperação da sua saúde sempre foi prioridade da empresa”.

“O Grupo Big vem a público para reiterar como já havia feito diretamente a Débora que não se nega e nem se negou a seguir custeando totalmente o tratamento de Débora junto ao Hospital Especializado de Ribeirão Preto”, afirmou no texto.

Esclarecimentos ao Procon

Em nota divulgada nesta sexta (17), o Procon-PE afirmou que o Grupo Big respondeu a notificação expedida pelo órgão na segunda (13) solicitando esclarecimentos sobre a continuidade do custeio do tratamento da jovem, além de ter apresentado defesa sobre a multa de R$ 5 milhões.

Segundo o Procon-PE, a rede de supermercados afirmou que "seguirá custeando a segunda etapa do tratamento médico junto a equipe médica de Ribeirão Preto - SP, arcando com o valor de R$ 300 mil da equipe médica para a conclusão da segunda etapa".

O grupo também disse ao Procon-PE que "irá monitorar o andamento dos cuidados prestados, arcando com os custos dos medicamentos necessários, além de custear as passagens aéreas, hospedagens e refeições, inclusive do acompanhante de sua escolha".

Escalpelamento

O acidente aconteceu no Dia dos Pais, em 11 de agosto de 2019, na pista de corrida de kart localizada no estacionamento do Walmart na esquina da Avenida Fernando Simões Barbosa com a Rua Padre Carapuceiro, em Boa Viagem, na Zona Sul do Recife. Débora estava com o noivo participando de uma corrida de kart pela primeira vez quando o cabelo dela prendeu na engrenagem do veículo.

Um vídeo enviado para o WhatsApp da TV Globo mostra a jovem na corrida de kart momentos antes do acidente. Ela é a primeira a aparecer no vídeo, no carro de número 01 (veja vídeo acima). A pista foi interditada pelo Procon no dia seguinte, além de passar por perícia do Instituto de Criminalística.


O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas de Cotidiano

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber