Mais lidas
Ver todos

    Cotidiano

    Defesa pede habeas corpus para suspeito de atacar Porta dos Fundos

    (Reprodução)
    Foto por
    Escrito por Agência Brasil
    Publicado em Editado em
    Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, .

    A defesa de Eduardo Fauzi Richard Cerquise, suspeito de participar do ataque à sede da produtora Porta dos Fundos, entrou com pedido de habeas corpus para seu cliente no Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro.Segundo a assessoria de imprensa do tribunal, o pedido, que foi feito ontem (8), está na Segunda Vice-Presidência, para ser distribuído hoje (9) ou amanhã (10) para uma das câmaras criminais.

    Único identificado entre os cinco homens suspeitos de atirar bombas caseiras contra a sede da produtora, Cerquise viajou para Rússia dias após o ataque à sede da produtora. Cerquise teve prisão temporária decretada e, caso seja encontrado, pode vir a ser extraditado, já que Brasil e Rússia têm acordo de cooperação na área. A defesa do investigado afirma que ele viajou antes da emissão do mandado e "sequer sabia que seria o principal suspeito".  

    O diretor-geral substituto da Polícia Federal, Disney Rosseti, formalizou na terça-feira (7) pedido para a Interpol emitir um alerta internacional, a chamada difusão vermelha, incluindo Cerquise entre as pessoas procuradas pela Justiça criminal de seus países que fugiram para outras nações. A 10ª Delegacia de Polícia (DP) do Rio de Janeiro já havia acionado as autoridades federais para que o nome do suspeito fosse incluído na lista da Interpol.

    Os advogados Diego Rossi Moretti e Jonas de Oliveira afirmam que Cerquise é "alvo de sensacionalismo" e "jamais teve a intenção de machucar qualquer ser humano". O caso está sendo tratado como tentativa de homicídio, uma vez que um funcionário da produtora estava no local que foi atingido pelas bombas e sobreviveu às explosões.

    A defesa contesta ainda o termo "foragido" e afirma que a palavra "é comumente utilizada para aqueles que têm uma ordem de prisão para o cumprimento da pena, o que não é o caso, também não podendo ser considerado foragido aquele que não esteve preso". 

    Os advogados acrescentam em suas alegações que a inclusão na lista da Interpol não cabe para pessoas contra as quais haja mandado de prisão temporária.

    Gostou desta matéria? Compartilhe!
    TNTV
    TNTV

    A luta das mulheres por direitos no Brasil, com Aline Rocha e Gabriela Sacchelli

    Deixe seu comentário sobre: "Defesa pede habeas corpus para suspeito de atacar Porta dos Fundos"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.