Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Cotidiano

Símbolo de atendimento preferencial deve respeitar os idosos

.

O deputado Luiz Fernando Guerra (PSL) é autor do projeto de lei 805/2019 que tramita na Assembleia Legislativa do Paraná e determina que o símbolo utilizado para identificação preferencial não pode ser pejorativo nem nivelar todos maiores de 60 anos como sendo cidadãos frágeis. Para o parlamentar é constrangedor para os idosos encontrar placas públicas que o tratem como um incapaz. “Apesar de ainda haver desrespeito a lugares reservados e às filas de atendimento prioritário, quase todo mundo sabe identificar o bonequinho com uma bengala na mão e simulando uma dor nas costas, que pretende representar os idosos”, destacou o deputado Guerra.

Para Luiz Fernando Guerra, a imagem não retrata a população idosa contemporânea que é mais ativa. As pessoas chegam à chamada melhor idade e conquistam direitos por merecimento e não devem ser tratadas como inválidas.  Com esse projeto, pretendemos ajudar na percepção das pessoas. É uma mudança simples, mas que pode ter um grande efeito, inclusive, didático e pedagógico”, explicou o deputado.

O projeto de lei do deputado sugere que a identificação dos idosos exposta junto aos assentos reservados no transporte público e em caixas de banco, agências lotéricas, farmácias e supermercados, por exemplo, seja expressa por um pictograma baseado objetivamente na idade mínima de 60 ou 80 anos, e não mais com a figura arcada sobre uma bengala, atualmente empregada na comunicação visual para identificar esse grupo.

“Ao invés de um velhinho , com as mãos nas costas e se apoiando numa bengala,  entendemos que o ideal seria uma identificação digna, porque a lei que estabeleceu o atendimento preferencial é para protegê-los e não para incorrer no fortalecimento de juízos constrangedores e preconceituosos”, destaca o deputado na justificativa do projeto que será votado pela Assembleia Legislativa do Paraná, “Entendo necessária a atualização do símbolo identificador com uma marca visual desprovida de juízo de valor”, concluiu o deputado Luiz Fernando Guerra.

Novo desenho - Um movimento na internet, contrário ao pictograma com a bengala para os idosos, iniciou uma campanha para modificar essa imagem. A empreitada coletiva acabou com a elaboração de um novo desenho, uma figura mais altiva, ao lado da inscrição “60+”. A nova imagem foi divulgada em 1º de outubro de 2016, quando se comemora o “Dia do idoso”, e apresentada à Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas de Cotidiano

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber