Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Cotidiano

Zagueiro Edu Dracena anuncia aposentadoria dos gramados

.

O zagueiro Edu Dracena anunciou a aposentadoria na tarde desta quarta-feira, na Academia de Futebol. O defensor de 38 anos ainda ficará à disposição do Palmeiras para os dois últimos jogos de 2019: contra o Goiás, nesta quinta, e diante do Cruzeiro, no domingo, pelas rodadas finais do Campeonato Brasileiro. Depois disso, ele planeja tirar férias com a família e aguardar propostas para continuar no futebol. Questionado sobre qual função prefere exercer na próxima carreira - treinador, dirigente ou comentarista, Dracena disse não ter decidido.

"A partir de segunda-feira não serei mais jogador de futebol, decidi com minha famíia há algum tempo. A partir do dia 8 de dezembro à noite, depois do jogo contra o Cruzeiro, serei ex-atleta. Mas não vou ficar longe do futebol, com certeza vou continuar dentro do futebol. Graças a Deus realizei todos os sonhos que tive, valeu a pena todo sacrifício, toda dedicação e todo o empenho. Aposentadoria é uma palavra bem forte, até porque a lei mudou, só com 65 anos você se aponsenta. Tenho 38 (risos), só vou parar de jogar. E queria deixar meu agradecimento a todas as pessoas que me ajudaram. Lógico que nesse momento passa muita coisa na minha cabeça, todas as dificuldades e alegrias. Com certeza tive mais alegrias do que tristezas no futebol. Qualquer lugar que eu vou, sou respeitado e sou tratado de uma forma boa. É importante esse carinho e respeito que tive dentro do futebol e passar para os meus filhos", anunciou.

Dracena tem contrato com o Palmeiras até o fim desta temporada e acredita que ainda teria "lenha para queimar" como jogador. No entanto, após conversar com familiares e amigos, ele decidiu que o melhor momento para encerrar a carreira seria neste ano. O zagueiro chegou a receber propostas de outros clubes para atuar em 2020.

"Sempre deixei claro que o futebol não ia parar comigo, eu ia parar de jogar. Conversando com a minha família, optei por ficar mais com eles. Tinha lenha para queimar ainda, queria até agradecer os convites que tive. Por respeito ao Palmeiras e a essas pessoas que me convidaram, sempre deixei claro que estava pensando, mas já tinha decidido que iria parar neste ano. Chegou o momento na vida, onde tem começo, meio e o fim, e esse é o fim como jogador de futebol. Achei que seria o momento de sair e seguir minha vida fazendo outro tipo de trabalho dentro do futebol", afirmou.

Embora tenha decidido se aposentar há algum tempo, Dracena não definiu o que pretende fazer a partir de 2020. Questionado mais de uma vez sobre as possibilidades, ele disse que vai aguardar a chegada de convites. Em tom bem humorado, afirmou que vai deixar o telefone ligado durante as férias.

"Não sei o que vou fazer ainda, vou tirar dezembro e janeiro de férias com minha família, algo que era difícil como jogador. Depois vou ver o que vai acontecer, se vou receber algum convite Vou estar desempregado, vou ter que arrumar alguma coisa (risos). Minha vida foi sempre no futebol, todas as experiências que tive quero passar para as pessoas. Estarei à disposição. Vou passar meu currículo para todo mundo", disse.

"Não tenho nenhum norte, estou à deriva, porque tenho que acabar essa etapa como jogador. A partir do dia 8, vou ver o que vai aparecer, o que vai me seduzir para que eu possa fazer o que fiz no futebol: ajudar da melhor forma possível e seguir as coisas corretamento. O que quero ficar é dentro do futebol, eu respiro futebol, vou estar sempre à disposição", acrescentou.

Durante a entrevista coletiva na sala de imprensa da Academia de Futebol, o goleiro Jailson, o lateral-direito Marcos Rocha e o meia Lucas Lima apareceram para cumprimentar Dracena. Desde o anúncio da aposentadoria na última terça-feira, o zagueiro diz ter recebido diversas mensagens de agradecimento de companheiros no futebol.

"A maior alegria é ver esse reconhecimento, o maior legado que você deixa é não abaixar a cabeça, acreditar sempre no potencial, sempre o 'eu' não ser maior do que o 'nosso'. Desde ontem quando saiu a notícia, recebi muitas mensagens de agradecimento, de todos os clubes por onde passei. Estou saindo de cabeça erguida, da maneira como entrei. Sempre procurei respeitar todos os clubes que passei. Em nenhum momento fiquei provocando, e sim fazer meu melhor dentro de campo. Acertei e errei, sem ficar omisso em nenhum momento", avaliou.

Já no final da entrevista, o ex-jogador e agora coordenador técnico do Palmeiras, Zé Roberto apareceu na sala de imprensa e discursou. "Você falou que não ia chorar, mas eu vim aqui chorar com você, porque falar da sua carreira lembra a minha. Superação, sonho e referência. Termina uma carreira vitoriosa. Eu vivi isso faz pouco tempo e passa muita coisa na nossa cabeça Na semana que você está vivendo, eu segurei as lágrimas o tempo todo. Só que quando chega o último jogo, não tem como. Passa um filme da onde a gente saiu. Minha homenagem não é nem para você. É para a sua esposa que deixou o sonho dela para viver o seu, e esse sonho trouxe recompensar: os filhos maravilhosos e seu exemplo. É raro vivenciar casamentos sólidos, família unida. Não poderia deixar de vir aqui para te parabenizar e parabenizar sua família. 'Bate no peito do jornalista do seu lado e fala: Edu Dracena, sua carreira é grande'", disse Zé Roberto.

Então, Edu Dracena se emocionou e agradeceu ao coordenador técnico. Em seguida, o zagueiro chamou sua esposa e os dois filhos. "Eles foram meu alicerce durante todo esse período. Obrigado de coração a todos. Agora sou um pai de jogador de futebol e vida que segue".

Dracena acumulou 17 títulos na carreira, com destaque para as passagens por Cruzeiro e Santos. Pelo time mineiro, conquistou a Tríplice Coroa em 2003 (Estadual, Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro). Na equipe da Baixada, foram seis troféus: Libertadores (2011), Recopa Sul-Americana (2012), Copa do Brasil (2010) e três Paulistas (2010, 2011 e 2012).

Ainda no futebol paulista, Dracena teve passagem pelo Corinthians, onde foi campeão brasileiro em 2015. Pelo Palmeiras, levantou mais dois nacionais, em 2016 e 2018. Ele vinha sendo reserva da equipe nesta temporada e participou de 17 partidas.

Confira os 17 títulos conquistados por Edu Dracena:

Palmeiras: Campeonato Brasileiro (2016 e 2018).

Corinthians: Campeonato Brasileiro (2015).

Santos: Campeonato Paulista (2010, 2011 e 2012), Copa do Brasil (2010), Copa Libertadores (2011) e Recopa Sul-Americana (2012).

Fenerbahce: Copa da Turquia (2007/2008), Supercopa da Turquia (2007/2008) e Campeonato Turco (2006/2007),

Cruzeiro: Campeonato Mineiro (2003, 2004 e 2006), Copa do Brasil (2003) e

Campeonato Brasileiro (2003).

Olympiacos: Campeonato Grego (2002/2003).

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Cotidiano

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber