Padrasto mantém enteados reféns por mais de 15 horas - TNOnline
Mais lidas

    Cotidiano

    Cotidiano

    Padrasto mantém enteados reféns por mais de 15 horas

    Padrasto mantém enteados reféns por mais de 15 horas
    Foto por Reprodução
    Escrito por Redação
    Publicado em 03.12.2019, 10:48:00 Editado em 03.12.2019, 10:50:57
    Associe sua marca ao jornalismo sério e de credibilidade, anuncie no TNOnline.

    Já dura mais de 15 horas a negociação entre a Polícia Militar e um homem de 39 anos que mantém os dois enteados reféns na cidade de Cafelândia, na região oeste do Paraná. A situação, que se iniciou ainda na tarde de segunda-feira (2) se arrastou durante toda a noite e adentrou a madrugada de terça (3), mas ainda sem um desfecho.

    Os dois adolescentes, um menino de 12 anos e uma menina de 14, seguem em cárcere privado na casa onde a família mora, na Rua Elizabeta Pereira, no Bairro Benjamim Motter. Conforme relatos de familiares, o homem teria problemas psiquiátricos e fez os dois enteados reféns após uma discussão.

    Ainda durante a tarde de segunda, diversas equipes da Polícia Militar negociavam a rendição do suspeito, mas sem sucesso. Já durante a noite, militares do Batalhão de Operações Especiais (Bope) chegaram ao local e assumiram as conversas com o homem. Reforços chegaram pouco antes das 3h da manhã, entretanto, sem avanços na negociação.

    A PM tenta convencer o homem a se entregar pacificamente, garantindo a sua integridade física e também a dos adolescentes. Por ora, as equipes policiais descartam invadir o local. São mais de 15 horas de negociação entre militares e o suspeito e até as 7h20 desta terça, o caso ainda não teve um desfecho.

    Além de equipes da PM, socorristas do Samu estão de prontidão. A situação é acompanhada de perto por familiares e também por alguns populares que permaneciam no local no fim da madrugada de terça.

    Colaboração, Catve 

    Gostou desta matéria? Compartilhe!

    Mais matérias de Cotidiano

    Deixe seu comentário sobre: "Padrasto mantém enteados reféns por mais de 15 horas"

    O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.