Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Cotidiano

De virada e com 'herói improvável', Coritiba vence o Vitória no Barradão e garante o retorno à Série A

.

(Foto: Divulgação/ Coritiba)
(Foto: Divulgação/ Coritiba)

Oh, Glorioso! Como é bom te ver na Primeira Divisão de novo!

Jogando contra o Vitória no Estádio Barradão, em Salvador (BA), na tarde deste sábado (30 de novembro), o Coritiba (e o atacante Wanderley) fizeram historia. De virada, a equipe paranaense derrotou os donos da casa por 2 a 1 e garantiu o acesso à elite do futebol brasileiro. Foram 727 dias na Segunda Divisão, mas o calvário finalmente acabou.

Com 66 pontos, o Coxa se garante na terceira colocação da Série B. A outra equipe a garantir o acesso é o Atlético-GO, que empatou em 0 a 0 com o Sport, chegou aos 62 pontos e foi ajudado pelo tropeço do América-MG, que perdeu em casa por 2 a 1 para o São Bento.

O acesso, inclusive, foi garantido em grande estilo: com a vitória de virada, o Coxa ampliou a série invicta para 13 jogos. Com o técnico Jorginho no comando, foram 16 jogos, com 9 vitórias, cinco empates e apenas uma derrota, no clássico contra o Paraná Clube, há quase dois meses.

ESCALAÇÕES

Mesmo jogando fora de casa, o técnico Jorginho apostou numa escalação ofensiva para o jogo no Barradão. Com o retorno do meia-atacante Robson, que cumpriu suspensão pelo terceiro cartão amarelo contra o Bragantino, o treinador coxa-branca optou por sacar o volante Matheus Sales do onze inicial e manter Igor Jesus no ataque. Antes do jogo, ainda explicou a decisão.

“Para a gente não recuar demais. Optei por manter o Rafa, Robson, Alano e Giovann, jogadores ofensivos, mas muito determinados defensivamente e taticamente. Tenho certeza que vai dar certo”.

O Vitória, por sua vez, mesmo com sua situação resolvida na Série B, mandou a campo um time com força máxima. Sem os volantes titulares Lucas Cândido e Léo Gomes, suspensos, o técnico Geninho deu oportunidade para Felipe Gedoz e Romisson. Na zaga, Everton Sena sentiu um desconforto muscular instantes antes da partida e acabou substituído por Zé Ivaldo.

O JOGO

Com uma escalação mais ofensiva, o Coritiba tomou a iniciativa da partida, marcando com pressão alta e forçando os erros de passe do adversário. A equipe criou boas chances de gol, as melhores delas com Robson e Igor Jesus, aos 13 e aos 31 minutos da primeira etapa. A bola não entrou. E como o ditado diz, quem não faz, toma. Aos 47 minutos, numa das raras oportunidades de gol criadas pelo Vitória, Eron deu ótimo passe para Anselmo Ramon, que precisou chutar duas vezes para vencer o goleiro Alex Muralha e abrir o placar: 1 a 0.

Na volta para o segundo tempo, Jorginho já fez a segunda substituição no Coxa, com Wanderley na vaga de Igor Jesus. A primeira mudança, por sua vez, veio ainda no primeiro tempo, aos 41 minutos, com o meia Giovanni deixando o campo para a entrada do volante Matheus Sales (o jogador do Coxa havia se desentendido com Thiago Carleto e, como já estava amarelado. O treinador optou por tirá-lo de campo, prevenindo uma possível expulsão).

E se até duas semanas Wanderley era a terceira opção do ataque coxa-branca, com apenas um gol em seis jogos pelo clube, neste sábado o jogador mostrou estar iluminado. Aos 15 minutos, empatou a partida em lance iniciado com um lançamento perfeito de Serginho para Robson. Aos 31, foi assistido por Juan Alano e garantiu a virada.

Adeus, Série B! Ano que vem é Coxa na Série A.

Com informações, Bem Paraná

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Cotidiano

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber