Cotidiano

Em jogo polêmico, Paraná sofre gol no fim, empata e encerra oficialmente luta pelo acesso

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Em jogo polêmico, Paraná sofre gol no fim, empata e encerra oficialmente luta pelo acesso
Em jogo polêmico, Paraná sofre gol no fim, empata e encerra oficialmente luta pelo acesso

O Paraná Clube empatou em 1 a 1 como o Criciúma, nesta terça-feira (dia 19) à noite, em Santa Catarina, pela 37ª (e penúltima) rodada da Série B. Com o resultado, o time paranaense ficou em 6º lugar, com 55 pontos, cinco pontos abaixo do G4. Com isso, está oficialmente fora da luta pelo acesso. Antes do início da rodada, tinha 0,2% de probabilidades de acesso, segundo o site Chancegol. Na última rodada, contra o Botafogo-SP, o Tricolor da Vila Capenema apenas cumpre tabela.

continua após publicidade

O time catarinense só conseguiu o gol do empate aos 40 minutos, em lance polêmico, após escanteio. O zagueiro Rodolfo, do Paraná, acabou expulso por reclamação. O gol evitou o rebaixamento antecipado do Criciúma. Clique aqui para ver a classificação no site Srgoool. http://www.srgoool.com.br/classificacao/Brasileirao/Serie-B/2019#classificacao

O Criciúma tem a segunda pior campanha do returno, com duas vitórias, nove empates e sete derrotas. Só o Londrina foi pior nessa metade da competição, com três vitórias, dois empates e 12 derrotas.

continua após publicidade

Já o Paraná vive uma boa fase, com três vitórias, dois empates e uma derrota nas seis últimas partidas.

ARBITRAGEM POLÊMICA
Aos 19, o goleiro Thiago Rodrigues subiu para agarrar uma bola e, com os pés, acabou atingindo Léo Gamalho. A imagem do Sportv dá a impressão de pênalti. O árbitro nada marcou. O Criciúma também pediu pênalti aos 31, quando a bola tocou no braço de Eder Sciola dentro da área. O jogador estava com o braço 'colado' ao corpo. Na Central do Apito do Sportv, o ex-árbitro Paulo Cesar de Olivera afirmou que o árbitro acertou ao não marcar a penalidade.

O Paraná reclamou de falta em Luiz Otávio no lance do gol do Criciúma, aos 40 minutos, após trombada na área, no lance do escanteio. Paulo César de Oliveira afirmou que, nesse lance, o árbitro deveria ter parado a jogada antes da finalização de Léo Gamalho, pois Jenison e Derlan se chocaram de cabeça. Ou seja, a arbitragem favoreveu o time catarinense.

continua após publicidade

Além da expulsão de Rodolfo por reclamação, o zagueiro Fabrício levou o segundo amarelo no jogo aos 50 e recebeu cartão vermelho. O Paraná terminou com dois jogadores a menos.

ESCALAÇÃO
O técnico Matheus Costa não tinha Leandro Almeida, Fernando Neto e Judivan, todos suspensos, além de João Pedro, lesionado. As novidades eram o zagueiro Fabrício e o volante Itaqui. O esquema tático foi o 4-2-3-1 de sempre, com Jhemerson (esquerda), Matheus Anjos (centro) e Bruno Rodrigues (direita). O Criciúma não tinha Vinícius, Bruno Grassi, Julimar, Léo Santos e Luiz.

PRIMEIRO TEMPO
Apesar das chances remotas de acesso, o Paraná entrou em campo com tudo, sem reduzir o ritmo. Com a 'corda no pescoço', o Criciúma começou demonstrando nervosismo em campo, cometendo erros consecutivos. O time paranaense conseguiu construir quatro boas jogadas ofensivas, todas com passes curtos e bom apoio dos laterais. Em uma dessas ações, chegou ao gol. Foi aos 33 minutos, em belo passe de Jenison e finalização de Guilherme Santos. A equipe catarinense levou perigo no jogo aéreo, insistindo em 26 cruzamentos para a área. Acertou cinco deles. O mais perigoso foi aos 18, quando o centroavante Léo Gamalho desviou de cabeça e a bola tocou no travessão. Ainda aos 40, Jhemerson saiu lesionado e entrou o meia Alesson.

continua após publicidade

SEGUNDO TEMPO
Na volta do intervalo, o Paraná corrigiu a marcação e passou a ter controle tático do jogo, sem correr riscos atrás, mas também sem contra-atacar. O Criciúma ficou com pouco espaço e não conseguiu mais seguir com o bombardeio aéreo. Aos 22, troca de volantes: saiu Itaqui e entrou Jhony Douglas. Só aos 29 o Paraná levou perigo, em lance com cruzamento perfeito de Matheus Anjos e chute de Jenison — o goleiro tirou no susto. Aos 39, troca de meias: saiu Matheus Anjos e entrou Vitinho. O empate veio aos 40 minutos, após escanteio de Daniel Costa. Jenison e Derlan se chocaram de cabeça. Derlan caiu e atingiu Luiz Otávio, que caiu na área e pediu falta. O lance seguiu e a bola sobrou para Léo Gamalho, que chutou no canto. Aos 40, Rodolfo foi expulso por reclamação. O time catarinense partiu para o abafa nos minutos finais. Aos 50, Fabrício recebeu o vermelho por falta perto da área.

ESTATÍSTICAS
Ao fim do jogo, o Paraná somou 10 finalizações (5 certas), 40% de posse de bola, 70% de acerto nos passes e 2 escanteios. O Criciúma obteve 22 finalizações (4 certas), 60% de posse de bola, 83% de acerto nos passes e 11 escanteios. Os números são do site Sofascore.

Por, Bem Paraná

Tags relacionadas: #jogo #paraná #polêmico