Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Cotidiano

Mulher que matou marido para não explicar gastos de R$ 46 mil na conta do casal vai a júri nesta quarta

.

Ellen Homiak da Silva Federizzi, que é ré confessa pela morte do policial militar Rodrigo Federizzi, vai a júri popular nesta quarta-feira (13), em Curitiba. Segundo a denúncia do Ministério Público do Paraná (MP-PR), Ellen não conseguiu explicar para Rodrigo gastos de aproximadamente R$ 46 mil das contas do casal. Na ocasião, para a polícia, ela alegou ser viciada em jogos de azar e afirmou ser compradora compulsiva, o que a fazia gastar altos valores com acessórios e outros investimentos para o salão de beleza que ela planejava abrir.

O caso chamou bastante atenção no ano de 2016, principalmente após a própria Ellen ter registrado o desaparecimento do marido na Polícia Civil. Com uma perícia realizada na casa do casal, a Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) encontrou vestígios de sangue e chegou até ela como responsável pelo crime.

O MP-PR pede a condenação de Ellen por homicídio duplamente qualificado, ocultação de cadáver e também pela falsa comunicação do desaparecimento.

De acordo com o assistente de acusação no caso, Reinaldo Vinicius Gonçalves Vieira, espera-se que a pena de Ellen chegue a pelo menos 23 anos de prisão. “As provas estão todas na mesa e mostram que ela ceifou a vida do marido por causa de valores em dinheiro que desapareceram. Ela nunca falou a verdade, não revelou onde estava o corpo e não contou onde estava a arma. A Ellen só admitiu o que fez a partir das descobertas da Polícia Civil e esperamos que ela seja condenada”, disse.

Por sua vez, o advogado de defesa Cleyson Costa Landucci afirmou que vai mostrar os conflitos anteriores existentes no casal. “Não justifica a morte, mas é preciso explicar o que levou a esse patamar e o porquê dela não conseguir se segurar. Em 2012 ela sofreu sua primeira agressão e isso continuou, com pressões psicológicas, até o crime. É preciso deixar claro que não podemos confundir a profissão dele com os ocorridos, já que foram coisas que aconteceram dentro do relacionamento”, comentou.




O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Cotidiano

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber