Cotidiano

Coritiba empata com o Operário e amplia jejum contra paranaenses

Da Redação ·
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O Coritiba empatou em 0 a 0 com o Operário Ferroviário, nesta quinta-feira (dia 24) à noite, no Couto Pereira, pela 31ª rodada da Série B. Com o resultado, o time paranaense ficou em 4º lugar, com 48 pontos, e segue com uma partida a menos em relação aos demais. A equipe do Interior aparece na 8ª colocação, com 44 pontos. Clique aqui para ver a classificação no site Srgoool.

continua após publicidade

O técnico Jorginho completou seis jogos no comando do Coritiba, agora com quatro vitórias, um empate e uma derrota.

Na próxima rodada, o Coritiba vai a Ribeirão Preto enfrentar o Botafogo, em 1º de novembro. Antes, porém, na terça-feira (dia 29) joga em Cuiabá, em partida adiada da 24ª rodada.

continua após publicidade

JEJUM
A partida dessa quinta-feira ampliou um jejum. O Coritiba segue sem vencer paranaenses na Série B de 2019, com três empates e três derrotas nos duelos contra Paraná, Londrina e Operário. Agora, o Coxa só volta a enfrentar equipes do Estado em 2020.

O placar também piorou o retrospecto recente do time alviverde nos duelos contra o Operário. Nos últimos seis confrontos entre os dois, o time do Interior venceu dois, empatou três e só perdeu um.

ESCALAÇÃO
As novidades no Coritiba eram as voltas de Rafinha e Diogo Mateus. Jorginho tirou o volante Vitor Carvalho da partida – não ficou nem no banco. O meia Giovanni começou no banco.

continua após publicidade

ESQUEMAS
No início, o esquema tático foi o 4-2-3-1, com Matheus Sales e Alano como volantes. A linha de três tinha Thiago Lopes (direita), Rafinha (centro) e Robson (esquerda). Já o Operário veio com força máxima e adotou também o 4-2-3-1. Durante o jogo, o Coxa variou para o 4-1-4-1, com apenas Matheus Sales como volante. A linha de quatro ficou com Thiago Lopes (esquerda), Robson (direita), Rafinha (centro) e Alano (centro).

PRIMEIRO TEMPO
O Operário controlou o primeiro tempo, com forte marcação, posicionamento perfeito e boas trocas de passes. O meia Marcelo foi destaque na articulação. O time do Interior criou cinco boas jogadas ofensivas. Enquanto isso, o Coritiba demonstrou uma equipe desorganizada, sem capacidade de trocar passes e perdida na marcação. Foram apenas duas jogadas com algum perigo do Coxa no primeiro tempo – um cruzamento que Rodrigão desperdiçou e um bom passe de Alano para William Matheus.

SEGUNDO TEMPO
No intervalo, saiu Thiago Lopes e entrou o meia Giovanni. O Coritiba avançou e tentou sufocar o adversário. Conseguiu levar perigo em cruzamentos, principalmente para a segunda trave, pegando a entrada de Robson na diagonal. O Operário passou a levar perigo nos contra-ataques. Depois dos 20 minutos, porém, o jogo perdeu ritmo e ficou amarrado. Aos 29, saiu o centroavante Rodrigão e entrou o ponta Kelvin. Aos 36, saiu Rafinha e entrou o atacante Igor Jesus. Após o apito final, muitos torcedores vaiaram o time.

continua após publicidade

ESTATÍSTICAS
Ao fim do jogo, o Coritiba somou 13 finalizações (2 certas), 56% de posse de bola, 80% de acerto nos passes e 3 escanteios. O Operário obteve 13 finalizações (2 certas), 44% de posse de bola, 76% de acerto nos passes e 2 escanteios. Os números são do site Sofascore.

Com informações, Bem Paraná

Tags relacionadas: #Coritiba #JEJUM #Operário