Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Cotidiano

Médica hematologista de Apucarana esclarece principais dúvidas sobre a doação de sangue

.

Nesta sexta feira, dia 14 de junho, é o Dia Mundial do Doador de Sangue. A doação de sangue é um ato voluntário de solidariedade e que tem o poder de salvar muitas vidas. Ao doar sangue, quem faz este gesto se torna herói de pacientes e suas famílias.

Mas, se doar sangue é algo tão positivo, por que os bancos ainda permanecem em falta de bolsas de sangue? A médica hematologista, Suelen Stallbaum, de Apucarana, acredita que é por causa de muitos mitos sobre doação de sangue. Por isso, hoje, no Dia Mundial do Doador de Sangue, ela resolveu falar sobre 5 mitos e verdades que envolvem esse assunto. Vamos lá? 

Só podemos doar sangue de 3 em 3 meses
Mito. O tempo de intervalo entre uma doação e outra vai depender do que foi doado: por exemplo, para doações completas (ou seja, com todos os componentes do sangue), o recomendado é o intervalo de 90 dias para homens e 120 dias para mulheres. No entanto, se só foram doadas plaquetas, por exemplo, a doação pode ser feita com um intervalo de 7 dias. 

 
Doar sangue deixa o doador fraco
Também mito. A quantidade doada é sempre compatível com a quantidade que o doador tem de sangue, o que quer dizer que aquele sangue doado não o deixará mais fraco. Em 24h o organismo começa a repor o que foi “perdido”.

Uma bolsa de sangue pode ajudar mais de um receptor
Verdade. Uma única bolsa de sangue é capaz de ajudar vários pacientes. Isso acontece porque depois de coletado, o sangue é separado por componentes e distribuído aos receptores de acordo com as necessidades. Os componentes que podem ser doados são: concentrado de hemácias, concentrado de plaquetas, plasma fresco congelado e crioprecipitado. 

 
Diabéticos não podem doar sangue
Mito. Se a diabetes estiver controlada e com níveis normais de glicemia, o diabético pode doar sangue normalmente.

 
Algumas condições impedem a doação de sangue

Verdade. Algumas condições de saúde são impeditivas para a doação de sangue.  


As principais causas de impedimento são:
Gestação e pós-parto

Tatuagens feitas há menos de 12 meses

Cirurgias recentes

Quadros como hepatite B ou C (após os 11 anos), HIV positivo e alguns tipos de herpes

 


O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Soprap

Edhucca

Últimas de Cotidiano

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber