Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Cotidiano

Após apontamentos de Arilson Chiorato, TCE pode ajudar a barrar aumento da Sanepar

.

O Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) informou que o aumento na tarifa de água e esgoto da Sanepar pode ser barrado, após Comunicação de Irregularidade acatada pelo conselheiro Artagão de Mattos Leão. O documento protocolado impugna os percentuais e a metodologia aplicada ao aumento.

O documento agora deve ser submetido ao Pleno do Tribunal, que pode determinar a suspensão parcial ou total desse aumento autorizado recentemente pela Agepar.

Para o deputado estadual Arilson Chiorato, ação vem de encontro aos apontamentos feitos por ele no plenário da Alep "Contestamos esse aumento desde que foi autorizado pela Agepar. Não existe o menor cabimento em um reajuste bem acima da inflação como este. Sem contar que não existem critérios plausíveis para embasar essa decisão", conta.

Chiorato tem contestado com veemência esse aumento. Desde que foi divulgado, o deputado já subiu diversas vezes à tribuna da Casa para apontar os equívocos, que segundo ele, são totalmente contestáveis "Nós mostramos que na realidade a Agepar não apresentou nenhum argumento plausível que justifique esta ação. Do contrário, quanto mais a fundo pesquisamos sobre isso, mais irregularidades encontramos. Espero que esta ação do TCE tenha um bom desfecho para o povo paranaense", ressalta.

Esta semana, Arilson também protocolou, através da Comissão de Obras Públicas, Transportes e Comunicação da Assembleia Legislativa do Paraná, um ofício (46/2019) pedindo a realização de uma auditoria contábil, financeira e patrimonial na Sanepar "Desde o governo passado a Sanepar adotado postura de empresa privada, onde o lucro máximo é o objetivo. Só no ano de 2018 a empresa teve um lucro líquido de R$ 892 milhões. Com este aumento o lucro líquido de 2019 poderá chegar a R$ 1,3 bilhão. Isso não é postura de empresa pública. Precisamos resgatar a Sanepar para o povo do Paraná!", reforça o deputado.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Cotidiano

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber