Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Cotidiano

Após aumento na conta de água, deputado Arilson quer instalação da CPI da AGEPAR

.

O deputado estadual Arilson Chiorato (PT), junto de outros deputados, está em busca de apoio na Assembleia Legislativa do Paraná e da população do Estado para a instauração de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), com a finalidade de investigar os serviços e aumentos em tarifas como água e esgoto, pedágios, entre outros, que são controlados pela Agência Reguladora  de Serviços Públicos Delegados de Infraestrutura do Paraná (AGEPAR).

Segundo Chiorato, a necessidade de investigação se dá devido aos abusivos preços que a agência reguladora autoriza indiscriminadamente aos paranaenses - em especial o preço da fatura da Sanepar  "Tivemos agora mais um aumento absurdo na conta de água, que é de 12.13%. Mas não é de hoje que este órgão vem autorizando sucessivos aumentos e taxações em serviços básicos e prioritários ao povo paranaense", conta.

Arilson também condena, com veemência, o rígido aumento na tarifa de água e esgoto anunciado esta semana "É um verdadeiro absurdo. Justo em um momento onde as pessoas estão buscando por onde reduzir gastos, aumentar drasticamente, a um valor muito superior à inflação é inadmissível!"

Segundo o site do órgão, uma das missões da AGEPAR é proteger os usuários dos serviços concedidos contra o abuso do poder econômico, monopólio e o aumento arbitrário dos lucros. Algo que, segundo Arilson, está longe da realidade "Já vimos que a AGEPAR se envolveu em supostas irregularidades nos contratos do pedágio. Agora vemos esse aumento muito acima da inflação sem qualquer justificativa que não seja a de agradar ao mercado. Afinal, a AGEPAR está a serviço do povo paranaense ou dos acionistas e do mercado? De qual lado a AGEPAR está?", questiona o deputado.

A CPI ainda está em fase de articulação, e Arilson espera ainda que outros deputados abracem a causa. "Estamos colhendo as assinaturas e dialogando com os demais deputados da Casa. Não podemos mais admitir que a população seja explorada pelo próprio Estado dessa maneira.  A AGEPAR tem que decidir se vai defender a bolsa de valores ou o povo paranaense", salienta.

Da Assessoria de Comunicação

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Soprap

Edhucca

Últimas de Cotidiano

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber