Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Cotidiano

No Dia Mundial da Prevenção do Câncer de Colo do Útero, Fundação do Câncer reforça a importância da vacinação contra o HPV

.

Marcando a mobilização pelo Dia Mundial da Prevenção do Câncer de Colo do Útero (26/03), a Fundação do Câncer lança ação de conscientização sobre a importância da vacinação contra o papilomavírus humano (HPV), o principal causador da doença. A campanha, com o lema “Forte é quem se cuida”, é direcionada a pais e responsáveis de meninas de 9 a 14 anos e meninos entre 11 e 14, faixas etárias imunizadas gratuitamente nos postos de vacinação do Sistema Único de Saúde (SUS) durante o ano inteiro.

Para ajudar nessa ação de conscientização, a Fundação do Câncer conta com a parceria de Popeye e Olívia Palito. “Esses personagens, tão queridos por todos há muitas gerações, foram escolhidos para falar não só com as crianças e adolescentes a serem vacinados, mas principalmente com seus pais e responsáveis, que normalmente cuidam da carteira de vacinação desse público”, destaca Suely Guimarães, gerente de marketing da Fundação do Câncer. 

As peças publicitárias serão divulgadas nas redes sociais da Instituição, incluindo Facebook, Instagram, LinkedIn e WhatsApp. A campanha conta ainda com materiais informativos que serão disponibilizados para download gratuito no site da Fundação e poderão ser impressos e utilizados para divulgação da vacinação em instituições de ensino, clubes etc. 

 
Vacinação para prevenção 
O câncer do colo de útero é o terceiro tumor maligno mais frequente entre mulheres brasileiras, segundo dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca). Entretanto, essa não é a única doença causada pelo HPV. O vírus, que é sexualmente transmissível, também pode dar origem a cânceres como os de boca, garganta, esôfago, pênis, ânus e a verrugas genitais. Por isso, tanto meninas quanto meninos precisam ser imunizados com a vacina.
 
O HPV ainda é cercado de tabus. Sem saber que o vírus causa diversos tipos de cânceres além do de colo de útero, muitos acreditam que apenas as meninas precisam ser vacinadas quando, na verdade, os meninos também necessitam dessa defesa. É também importante ressaltar que a vacinação é feita em duas doses e só é eficaz desde que antes do contato com o vírus.
 
Ainda há um mito que impede muitos pais e responsáveis de imunizarem seus filhos contra o HPV: o de que a vacina causa graves sequelas. Entretanto, essa é uma forma de prevenção comprovadamente segura e eficaz de se proteger contra o vírus. “Nas campanhas de vacinação, sempre entram em cena algumas notícias falsas sobre a vacina contra o HPV, mas é importante ter em mente que além de não haver perigo na imunização, essa é a forma mais eficiente de se alcançar a erradicação dos cânceres causados pelo vírus”, ressalta Luiz Augusto Maltoni Jr, diretor executivo da Fundação. 
 
Sobre a Fundação do Câncer
A Fundação do Câncer é uma instituição privada e sem fins lucrativos que há mais de 28 anos atua na pesquisa, prevenção e controle da doença. Algumas das principais iniciativas da Fundação são o desenvolvimento do Programa Nacional de Formação em Radioterapia, em parceria com a Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) e o Instituto Nacional de Câncer (Inca); o apoio ao Programa de Oncobiologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e a gestão operacional do Registro Nacional de Doadores Voluntários de Medula Óssea (Redome).

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Cotidiano

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber