Cotidiano

Incêndio destrói mais de 300 casas na região em que PM foi morto

Da Redação ·
Fotos: Daniela Sevieri - Banda B
Fotos: Daniela Sevieri - Banda B

Um incêndio que começou no fim da noite desta sexta-feira (7) destruiu a Invasão 29, que fica na Estrada Velha do Barigui, na Vila Corbélia, na Cidade Industrial de Curitiba (CIC). Na mesma região, durante a madrugada anterior, um policial militar foi assassinado após atender uma ocorrência de pertubação de sossego. Mais de 300 casas foram destruídas e famílias perderam tudo. Não houve vítimas fatais.

continua após publicidade

Uma das moradoras da Vila Corbélia afirmou que o incêndio teria sido criminoso em represália ao crime contra o soldado Erick Norio, do 23° Batalhão, que foi atraído para uma emboscada após uma chamada de atendimento a uma ocorrência. “O que o pessoal conta é que houve tiros e foram jogados rojões contra as casas. O fogo foi criminoso. Os moradores não têm dúvidas disso”, descreveu.

A capitã Rafaela, do Corpo de Bombeiros, afirmou que o incêndio foi de grandes proporções com centenas de casas destruídas e um bombeiro e um policial militar feridos. “Foi realmente um incêndio com muita dificuldade para controle. Tivemos que entrar só com mangueiras e foram 300 casas destruídas, em um espaço de 10 mil metros quadrados. Um soldado dos bombeiros ficou ferido, bem como um policial militar, porque a população acabou reagindo. Eles jogaram pedras na viatura também”, afirmou.

continua após publicidade

Nesse primeiro atendimento, o Corpo de Bombeiros não confirmou nenhuma vítima fatal. 

Em conversa com a Polícia Militar (PM) durante o atendimento ao incêndio, a reportagem foi informada de que a corporação foi acionada para dar apoio ao Corpo de Bombeiros e, nesse momento, não tem conhecimento do envolvimento de policiais no incêndio. A PM ainda fez contato com a Prefeitura pedindo apoio para os centenas de desabrigados. As causas do incêndio ainda serão apuradas.

Quem quiser ajudar as diversas famílias que perderam tudo pode entrar em contato com a Associação de Moradores do Bairro pelo telefone 99151-8050 (falar com Juliano).

continua após publicidade

Soldado foi morto a tiros
O soldado Norio foi atingido com um tiro no colete balístico e outro do pescoço, que acabou sendo fatal. O parceiro dele, assim que viu o amigo ferido, o colocou na viatura e seguiu até a UPA Barigui.

Erick Norio  estava há 5 anos na Polícia Militar do Paraná, integrando o 23° Batalhão. Ele deixou esposa e um filho de 4 anos.

(Da Banda B)

Tags relacionadas: #paraná