Cotidiano

Cobradora de ônibus foi morta por revelar traição à mulher de traficante

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Cobradora de ônibus foi morta por revelar traição à mulher de traficante
Cobradora de ônibus foi morta por revelar traição à mulher de traficante

Policiais Civis da Delegacia do Alto Maracanã prenderam, em Colombo, o homem suspeito de ser o mandante do homicídio da cobradora de ônibus Vera Maria Casanova, assassinada com quatro disparos de arma de fogo na noite de 21 de outubro de 2018, em via pública, na Vila Liberdade, em Colombo. Um dos tiros acertou o coração da vítima, que morreu no local.

continua após publicidade

Conforme apurado por investigadores, a identificação de um menor de 15 anos que teria efetuado os disparos foi essencial para a conclusão dos fatos. Segundo a polícia, o homem preso é um traficante da região, que, inclusive tem passagens pelo crime de roubo. Ele teria sido o mandante do crime. 

“O adolescente, que era usuário de drogas, efetuou os disparos contra a cobradora por ordem do traficante, em razão de uma dívida de drogas no valor de R$ 780. Assim, o menor teria que escolher: ou matava Vera, ou morria em razão do não pagamento da dívida. Se o menor conseguisse matar a cobradora, a dívida estaria quitada”, explicou o delegado responsável pelo caso, Tiago Wladyka.

continua após publicidade

O homem foi encaminhado à Delegacia do Alto Maracanã, onde permanecerá preso preventivamente. Vera foi morta porque teria revelado a traição do traficante a mulher dele. 

A morte de Vera Maria Casanova está elucidada e o inquérito policial será remetido, dentro de alguns dias para o Ministério Público (MP). O adolescente também foi encaminhado ao MP por meio de um Boletim de Ocorrência Circunstanciado.