Cotidiano

Familiares se manifestam para pedir que submarino argentino seja resgatado

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Familiares se manifestam para pedir que submarino argentino seja resgatado
Familiares se manifestam para pedir que submarino argentino seja resgatado

Familiares dos 44 tripulantes do submarino argentino ARA San Juan, que esteve desaparecido mais de um ano no Oceano Atlântico e foi localizado no sábado passado, pediram neste domingo que a embarcação seja retirada do fundo mar e ajude a saber a verdade sobre o que aconteceu.

continua após publicidade

Os parentes dos marinheiros se reuniram na Base Naval da cidade na província de Buenos Aires do Mar del Plata, aonde tinha que ter chegado o submarino se em 15 de novembro de 2017 não tivesse sofrido a "implosão" que segundo a Marinha fez com que ficasse no fundo do oceano, a 907 metros de profundidade.

Familiares se manifestam para pedir que submarino argentino seja resgatado fonte: Reprodução

Apesar de haver diferenças de opinião entre os familiares, já que surgiram vozes como a de Jorge Bergallo - pai de um dos tripulantes -, que preferem que o San Juan, e portanto os corpos dos marujos, repousem no mar, muitas pessoas próximas à tripulação exigem que ele seja recuperado.

continua após publicidade

"Pedimos que o San Juan seja resgatado. A maior parte dos parentes quer. Não nos basta uma foto. Não vamos baixar a guarda. Aqui não acabou a história: queremos saber a verdade e não vamos parar", disse durante a manifestação Luisa Rodríguez, mãe de Gabriel Alfaro Rodríguez.

O ministro da Defesa, Oscar Aguad, reiterou neste domingo que a "Argentina não conta com meios técnicos para resgatar o submarino, e não deve haver no mundo nenhuma tecnologia para extrair de 900 metros de profundidade uma embarcação de 2.300 toneladas de peso".

(Agência EFE)