Cotidiano

Criminosos armados explodem muro do Presídio de Piraquara e 28 presos conseguem fugir

Da Redação ·
Criminosos armados explodem muro do Presídio de Piraquara e 28 presos conseguem fugir - Foto: Reprodução/Banda B
Criminosos armados explodem muro do Presídio de Piraquara e 28 presos conseguem fugir - Foto: Reprodução/Banda B

A Polícia do Paraná confirmou que dezenas de bandidos fortemente armados explodiram o muro do Penitenciária Estadual de Piraquara (PEP I), na região metropolitana de Curitiba, na madrugada desta terça-feira (11). Em uma contagem inicial, a administração do presídio contabilizou que 28 presos fugiram. Durante a ação, ruas e rodovias de acesso ao presídio foram bloqueadas e houve uma intensa troca de tiros entre bandidos e policiais militares.

continua após publicidade

Apesar do caos instalado na região, ninguém ficou ferido durante a ação criminosa. O coronel Hélio de Oliveira Manoel, secretário especial de Administração Penitência, afirmou que foi uma ação orquestrada. “Eles bloquearam rodovias e houve um intensa troca de tiros entre policiais militares e bandidos. Pela forma que tudo aconteceu, podemos dizer que o número de arrebatados foi até pequeno, já que havia uma galeria com mais de 120 presos”, detalhou.

Para a fuga, foi aberto um buraco com explosivos por parte dos marginais. “Foi feita esta explosão para fazer uma passagem. Abriu-se um buraco para que os bandidos fugissem. Agora, nossas equipes estão fazendo buscas nas regiões para localizar os presos que escaparam”, completou.

continua após publicidade

Outra fuga
Ao menos 105 presos fugiram da Penitenciária de Segurança Máxima Romeu Gonçalves Abrantes, em João Pessoa (PB), na madrugada desta segunda-feira (10). Segundo a secretaria estadual de Administração Penitenciária, homens fortemente armados explodiram o portão principal após trocarem tiros com policiais militares e agentes prisionais. Um tenente foi baleado durante as perseguições ao grupo que atacou a penitenciária. O militar foi levado ao Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa. O estado dele é grave.

A polícia agora investiga se os dois arrebatamentos estão relacionados a uma possível ordem de lideranças do Primeiro Comando da Capital.

Com informações da Banda B

Tags relacionadas: #explosão #fuga