Facebook Img Logo
  1. Edhucca Banner
Mais lidas
Cotidiano

Polícia prende 'profeta' durante tentativa de rescussitar cadáver em cemitério

.

Foto: sensoincomum.org/Imagem Ilustrativa
Foto: sensoincomum.org/Imagem Ilustrativa

Relatos de casos de pessoas que foram dadas como mortas e acordaram no necrotério, durante o próprio velório e até chegaram a ser enterradas vivas, às vezes surgem nos mais variados locais do planeta. Trata-se de catalepsia patológica, um distúrbio bastante incomum, do qual o indivíduo encontra-se em um estado onde os músculos do corpo tornam-se rígidos como uma estátua, dando a impressão de que se trata de um morto. 

No passado era comum há existência de relatos dos quais as pessoas diziam presenciar ou ouvir a respeito de casos onde um indivíduo declarado como morto teria acordado durante um velório por poderes sobrenaturais. 

Mas os médicos ressaltam que existe um tempo hábil para poder trazer um sujeito de volta ao mundo dos vivos, mas depois que uma pessoa morre, é sepultada e o processo de decomposição começa, não tem como ressuscitar a pessoa falecida, por mais que a gente não se conforme com a ideia e não queira aceitar a situação. No entanto, nada disso impediu um suposto “profeta” de tentar ressuscitar um cadáver na Etiópia.

Tal situação foi registrada uma pequena cidade chamada Galileia (por coincidência), localizada na região de Oromia. O "profeta" Getayawkal Ayele soube da morte de um homem chamado Belay Biffu e foi falar com a família do falecido.

Biffujá tinha sido enterrado e tudo, mas Ayele procurou a família de Biffu, contou a história de Lázaro, e de como Jesus tinha realizado o milagre de ressuscitá-lo, e os convenceu de que poderia repetir o milagre. A família então concordou em desenterrar o defunto para que o profeta pudesse “obrar”.

Testemunhas relataram que Ayele iniciou a cerimônia gritando repetidamente muito próximo ao rosto do morto ordens para que ele acordasse. O “profeta” inclusive chegou a se deitar sobre o corpo já em processo de decomposição, mas foi em vão e Biffu não ressuscitou.

Algumas pessoas desmaiaram durante o ritual e ao perceber que as tentativas de Ayele não estavam dando resultado, os familiares do falecido começaram a ficar nervosos e alguns parentes de Biffu investiram contra profeta. Após ser informada sobre a situação, a polícia então foi ao cemitério e, como vilipêndio de cadáveres é considerado crime na Etiópia, o profeta acabou atrás das grades.

Veja vídeo da tentativa de ressuscitação



Com informações do Daily Mail e Megacurioso

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Cotidiano

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber