Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Cotidiano

Operação prende seis policiais militares suspeitos de vender armas para o crime extorquir traficantes no Paraná

.

Seis policiais militares foram presos nesta terça-feira (12) por suspeita de participação em uma quadrilha de tráfico de drogas em Colombo, na região metropolitana de Curitiba. De acordo com informações do 22º Batalhão de Polícia Militar (BPM), os suspeitos foram presos junto com outras 17 pessoas. Foram cumpridos 20 mandados de prisão e 76 mandados de busca e apreensão 

De acordo com a PM, os policiais vendiam armas e extorquiam criminosos que dominavam o tráfico de drogas naquela região. Além das prisões, foram apreendidos nove armas de fogo (sendo duas longas), mais de 4 quilos de drogas e aproximadamente R$ 48 mil em dinheiro. 

“Com a prisão dos envolvidos espera-se a redução dos índices de homicídios em Colombo, pois o tráfico de drogas é responsável pelo grande número de mortes proveniente do envolvimento com essa atividade ilícita. Devido à proximidade com Curitiba, muitos usuários da Capital se deslocam para Colombo para compra de drogas. O tráfico também é responsável pelas ocorrências de outros crimes na região como roubos e furtos, cometidos por viciados que buscam a aquisição de drogas”, disse o Comandante do 22º Batalhão da PM, tenente-coronel Sergio Augusto Ramos.

As operações denominadas Visconde do Rio Branco e Spectrus foram desencadeadas pelo 22º Batalhão de Polícia Militar – PMPR com apoio da Corregedoria-Geral da PMPR (COGER), Ministério Público de Colombo, do Gaeco e a colaboração da Delegacia de Combate a Corrupção do Governo do Estado (DCCO), (coordenada pelo delegado Gustavo Mendes Marques de Brito), e apoio do Poder Judiciário de Colombo, além da Vara da Auditoria Militar. 

As abordagens contaram ainda com atuação do Batalhão de Operações Especiais (BOPE) e com acompanhamento do Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas (BPMOA) com um helicóptero e uma aeronave remotamente pilotada (RPA), popularmente conhecida como drone. Também participaram efetivo e viaturas unidades de batalhões do interior do estado.

(No total, 23 pessoas foram presas na operação. Foto: Banda B)

Foram empregados 380 policiais militares e 120 viaturas policiais das Unidades envolvidas. O foco da ação foi a desarticulação das atividades de comércio de drogas que imperavam no bairro Guarani, em Colombo. Além de Colombo mandados de busca foram cumpridos em São José dos Pinhais e Curitiba. “O grupo tirava o sono e a tranquilidade dos moradores”, conta o coronel. Os pontos foram identificados por meio de um trabalho de inteligência feito pelos policiais militares, cruzando informações e dados que levaram as equipes a confirmar a atividade ilícita. A investigação durou um ano.

De acordo com o levantamento feito pelo 22º Batalhão, no Bairro Guarani, em Colombo, estava instalado um dos maiores pontos de tráfico de drogas da RMC de Curitiba, onde, sob o domínio do mesmo grupo, os criminosos movimentavam cerca de R$ 7,5 milhões por ano.

RESULTADOS
Foram cumpridos 20 mandados de prisão e 76 mandados de busca e apreensão nos municípios de Colombo, Curitiba e São José dos Pinhais, pelos crimes de Tráfico de Drogas e outras práticas delituosas Homicídio, resultando em 14 detidos (dos quais 11 com mandados de Prisão mais o flagrante). As equipes policiais também apreenderam 3,5 quilos de maconha, 37 celulares, 25 invólucros de cocaína, quatro armas de fogo e quatro veículos.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Cotidiano

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber