Facebook Img Logo
Mais lidas
Cotidiano

Paraná lança consulta pública para lista de aves ameaçadas

.

Foto: AEN/reprodução
Foto: AEN/reprodução

A Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos e o Instituto Ambiental do Paraná (IAP), em parceria com o Parque das Aves, lançou consulta pública para participação popular no processo de coleta de informações sobre aves nativas ameaçadas de extinção.

Essa é a primeira vez que o Estado promove uma consulta para a revisão da lista aberta a pessoas ligadas ao assunto, além de cientistas e estudiosos da temática que são sempre consultados.

Para o secretário estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Antonio Carlos Bonetti, é preciso conhecer para preservar. “Para que as pessoas possam adotar a preservação e conservação da natureza como hábito é preciso informação, saber da importância da biodiversidade para os ecossistemas, conhecer a fauna dos biomas em que estão inseridas, bem como as espécies mais ameaçadas, justamente o objetivo da Secretaria com a edição da lista vermelha de aves”, disse Bonetti.

CONSULTA PÚBLICA - Especialistas e observadores de aves poderão enviar suas contribuições e registros do aparecimento das espécies em cada região através do site www.listavermelha.com.br. Essas informações serão avaliadas e validadas em um workshop que contará com a participação de especialistas (ornitólogos) com experiência na construção das listas de espécies ameaçadas no Estado.

De acordo com Carmel Croukamp, diretora do Parque das Aves, a proposta é promover a ciência cidadã. “Abrir para a sociedade a possibilidade de contribuir com o envio de informações sobre as aves paranaenses promove a inclusão social no processo de construção da lista, assim como aumenta a conscientização sobre o tema e a importância desse processo”, disse.

Após a composição e publicação da nova Lista Vermelha de Aves Ameaçadas de Extinção do Paraná, o site irá disponibilizar um banco de dados, criado a partir das contribuições compiladas, que poderá ser consultado por qualquer pessoa interessada. A ferramenta ficará ativa por cinco anos, quando a lista deverá ser revisada novamente, de acordo com a Portaria nº 43/2014 do Ministério do Meio Ambiente.

NA PRÁTICA – Essa consulta em uma plataforma aberta e livre na internet é uma das etapas para a construção dessa lista. Após o encerramento dessa primeira fase, pesquisadores receberão todas as informações através do site e classificarão as espécies em categorias de ameaça, de acordo com critérios técnicos, seguindo uma metodologia internacional. Em seguida, os resultados serão validados em um workshop.

A etapa final será a publicação da Lista Vermelha de Espécies de Aves Ameaçadas no Paraná, sob a forma de um instrumento normativo que confere valor legal à lista.

Todo o processo será mediado e executado pela Hori Consultoria Ambiental, coordenada por Alberto Urben Filho e Fernando Costa Straube, ornitólogos paranaenses com experiência em processos de elaboração de listas vermelhas.

LISTA VERMELHA – As listas vermelhas de espécies ameaçadas de extinção são instrumentos de grande importância para a conservação da biodiversidade. Elas têm o objetivo de identificar as espécies em risco de desaparecimento e informar o grau de ameaça, além de constituir base legal para promover políticas públicas de proteção às espécies ameaçadas.

Ao estabelecer um ranking das aves que mais precisam de proteção, a lista fornece subsídios para que as intervenções do poder público sejam mais efetivas na conservação de cada espécie. “Teremos à disposição material científico que servirá de base para criação de políticas públicas direcionadas à implementação de programas de proteção às espécies, bem como para as ações voltadas à sensibilização da sociedade sobre a atuação responsável na conservação da fauna paranaense”, destaca a coordenadora de Biodiversidade e Florestas da Secretaria, Sueli Ota.

NO PARANÁ – As Listas Vermelhas foram criadas em 1964 pela União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN – International Union for Conservation of Nature). O Paraná foi o primeiro Estado brasileiro a contar com legislação destinada à proteção da fauna e da flora (Lei nº 11.967 de 17 de fevereiro de 1995), que resultou na publicação da primeira Lista Vermelha de Animais Ameaçados de Extinção no Estado do Paraná, com 117 espécies de aves listadas.

Essa lista foi revisada pela primeira vez em 2004 com a publicação do Anexo II do Decreto Estadual no 3.148/2004, a qual apontou a ocorrência de 169 espécies de aves sob algum status de ameaça.

Fonte: AEN

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

mais notícias

Últimas de Cotidiano

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber