Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Cotidiano

Saiba a diferença entre gripe e resfriado e veja dicas para acelerar a recuperação

.

Foto: Reprodução/imagem ilustrativa - saudecontrole.com.br
Foto: Reprodução/imagem ilustrativa - saudecontrole.com.br

Com a queda de temperatura nos últimos dias e o clima seco predominante nesta época do ano, algumas doenças como gripes, resfriados, pneumonia, bronquite, rinite e sinusite são registradas com mais frequência nas unidades de saúde. De acordo com o médico Osney Marque Moure, é preciso tomar muito cuidado e saber identificar as enfermidades para que o tratamento seja eficiente.

Ele observa que no frio nós nos concentramos em lugares com portas e janelas fechadas, onde as pessoas tossem, espirram ou falam muito perto umas das outras. A proximidade facilita a transmissão de vírus e bactérias – sem esses micro-organismos, ninguém pega a gripe ou o resfriado. E o ar seco do outono/inverno, mais poluído, contribui para irritar as vias respiratórias e consequentemente a incidência de gripe resfriado é maior nestas épocas do ano.

Mas o médico ressalta, no entanto, que a gripe e o resfriado são causados por vírus diferentes, embora os primeiros sintomas sejam bem parecidos, há importantes diferenças que distinguem um do outro. Moure explica que a gripe é causada pelo vírus Influenza e os primeiros sinais de que ela chegou são o nariz entupido e as dores no corpo. A gripe também pode causar náuseas e febre. 

Resfriado
Os sintomas do resfriado são mais leves, como coriza, tosse e, em algumas pessoas, pode causar dor de cabeça e rouquidão. Quando o resfriado ou a gripe chegam, em ambos os casos, recomenda-se o repouso para não agravar o problema e nem contaminar pessoas próximas. 

Além dos medicamentos prescritos pelo médico, outros
cuidados podem abreviar o tempo de recuperação:

- Evite ingerir alimentos gelados;

- Agasalhe-se;

- Procure não frequentar ambientes fechados para evitar a propagação do vírus e piora dos seus sintomas;

- Lave as mãos após tossir ou espirrar;

- Beba muito líquido, principalmente água, que umedece as secreções e faz com que a coriza saia mais facilmente.

- Se tiver dores musculares, coloque uma bolsa de água quente sobre o local para aliviar o desconforto.

Saiba como evitar doenças respiratórias no inverno

Os médicos afirmam que as 'doenças de inverno' podem acometer qualquer pessoa, mas é importante tomar cuidado com as crianças, que sofrem mais, pois como a imunidade delas ainda não está madura, acabam ficando mais exposta.

Alguns cuidados devem ser redobrados nessa época do ano. Temos o hábito de usar nossas mãos para tampar a boca quando tossimos ou espirramos. Isso não é o correto. Nossas mãos são o meio de transporte dos vírus e bactérias, por isso, é mais prudente usar a manga da camisa ou lenços descartáveis quando for necessário espirrar ou tossir.

Veja outras dicas:

- higienizar as mãos com água e sabão ou com álcool gel, principalmente depois de tossir ou espirrar; depois de usar o banheiro, antes de comer, antes e depois de tocar os olhos, a boca e o nariz; evitar tocar os olhos, nariz ou boca após contato com superfícies potencialmente contaminadas (corrimãos, bancos, maçanetas etc.);

- Para quem tem problemas respiratórios, é essencial manter as roupas de camas limpas, retirar o pó da mobília e limpar o chão com pano úmido;

- Arejar sempre a casa, pois o sol e o ar evitam que vírus e bactérias se proliferem;

- Manter hábitos saudáveis, como alimentação balanceada, ingestão de líquidos e atividade física.


O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Cotidiano

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber