Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Cotidiano

Escorpião amarelo gera alerta em Ivaiporã

.

O registro inédito de escorpiões amarelos está gerando alerta em Ivaiporã. Na terça-feira (14), o secretário de Saúde do município, Claudeney Carvalho Martins, confirmou o aparecimento da espécie Tityus serrulatus na cidade. Cinco exemplares foram capturados na região do Colégio Estadual Barbosa Ferraz, no centro da cidade. 

Esta é a primeira vez que a espécie é catalogada no município. O alerta ocorre porque escorpião amarelo é o mais venenoso das Américas e sua picada pode causar a morte. 

A 22ª Regional de Saúde possui o soro antiescorpiônico, utilizado para combater o veneno do escorpião amarelo. Conforme Martins, o primeiro espécime foi capturado por um morador na semana passada e enviado para o laboratório de taxionomia, da Secretaria de Estado da Saúde, em Curitiba. 

“Ficou confirmado que se trata do escorpião amarelo. Hoje (ontem) nossa equipe fez um bloqueio na região onde foi localizado o primeiro e capturou mais quatro espécies. Já fizemos o comunicado para todos os hospitais e para a regional de saúde. Também estamos planejando um mutirão de limpeza em toda cidade para os próximos dias”, comenta.

Martins orienta que em caso de acidente, a pessoa deve procurar um hospital o mais rápido possível. A população também pode ligar para o SAMU (192).

 “Se possível, capture escorpião com cuidado e leve-o para identificação em um recipiente seguro”, completa Martins. O secretário relata ainda que escorpiões são atraídos para os centros urbanos em razão de abrigo, alimento, acesso e água. "Evitar entulho e acúmulo de lixo é primordial, porque os escorpiões vivem em locais propícios para o surgimento de insetos, tais como baratas, que são seus principais alimentos”, enfatiza Martins. Os escorpiões não são agressivos e só causam acidentes apenas quando tocados. Por isso, é importante verificar calçados e roupas antes de vesti-los, manter camas e berços afastados das paredes, manter limpos quintais e jardins, não deixar que lençóis ou cobertores sobre a cama e berço encostem no chão. 

CASOS
Em 2017 foram registrados quase mil casos de ataques de escorpiões no Paraná e duas mortes: um menino de 4 anos em Jussara, em agosto, e uma menina de 5 anos em Cianorte, em setembro. Em janeiro deste ano, uma menina de 3 anos também morreu em decorrência de uma picada em Assis Chateaubriand. Todos os casos envolveram escorpiões amarelos.  

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Cotidiano

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber