Facebook Img Logo
Mais lidas
Cotidiano

Mulheres comandam mais de 2,1 mil pequenas empresas

.

De acordo com o Portal do Empreendedor, dos 4.546 microempreendedores individuais (MEIs) de Apucarana, 46,3% são mulheres. Hoje, são cerca de 2,1 mil empreendedoras na cidade, número que vem crescendo nos últimos anos. Em alguns setores, elas são maioria, chegando a até 70%, segundo o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). Programa da prefeitura incentiva empreendimentos femininos.

De acordo com Beatriz Poletto, consultora do Sebrae de Apucarana, o avanço das mulheres no empreendedorismo local tem sido importante. “O percentual de homens abrindo MEIs era bem maior há cinco anos atrás. Hoje, elas já estão se aproximando da metade de todos os MEIs da cidade, mostrando um crescimento significativo”, afirma.Segundo ela, muitas mulheres têm buscado serem donas do próprio negócio. 

“Boa parte delas tem o próprio negócio como objetivo, mas há também uma parcela significativa de mulheres que buscam se tornar MEI por necessidade e acabam ‘se encontrando’ como empreendedoras”, destaca.Um dos incentivos é o programa da Prefeitura de Apucarana de incentivo ao empreendedorismo feminino. Recentemente, a Rede de Mulheres Solidárias,  concluiu a 24ª turma de qualificação de mulheres. O programa, criado para ser uma política pública voltada à promoção da autonomia e empoderamento feminino, completou três anos e já formou 578 mulheres.De acordo com o Sebrae, a maioria das mulheres MEIs tem entre 25 e 40 anos e buscam principalmente as áreas de estética, alimentação e comércio varejista.

“Nestes setores, as mulheres são donas de aproximadamente 70% do total de empreendimentos”, ressalta Beatriz.Estudo feito pela Serasa Experian entre Microempreendedores Individuais (MEIs), Microempresas, Pequenas e Médias Empresas aponta que 37% das companhias com sócias do sexo feminino estão “No Começo”, ou seja, são empresas com menos de cinco anos. A predominância é de empresas com cerca de dois anos de idade, sendo que as sócias, em sua maioria, são jovens adultas com idade de 26 a 45 anos, a maior parte pertencente às classes sociais C e D. O levantamento foi feito em razão do Dia Internacional da Mulher, comemorado amanhã.

EMPRESÁRIAS
Aline Nebochetko é uma destas empreendedoras. Há quase três anos atrás, ela abriu uma empresa para confeccionar pães artesanais. “É fundamental a mulher assumir o papel de ‘cabeça’ de empresas. Nós temos características importantes, que auxiliam na administração dos negócios. As mulheres têm que ir pra cima mesmo, encarar os desafios e conquistar seu espaço”, destaca.Joziane de Oliveira também comanda o próprio negócio. Há seis anos, ela confecciona lingeries. “Eu sempre fui costureira, mas queria ter o meu próprio negócio. Quando tive a oportunidade, resolvi arriscar e deu certo. As mulheres precisam assumir todo tipo de função, em posição de igualdade em relação aos homens”, diz.


O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

mais notícias

Últimas de Cotidiano

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber