Cotidiano

Norte-americano transmite o próprio assassinato ao vivo no Facebook; veja vídeo

Da Redação ·
Prentis Robinson era fanático por redes sociais Foto: Reprodução/Facebook
Prentis Robinson era fanático por redes sociais Foto: Reprodução/Facebook

A morte de um homem que registrou o próprio assassinato em vídeo é investigada pela polícia de Wingate, no estado norte-americano da Carolina do Norte. Fanático por gravar o seu dia-a-dia em transmissões ao vivo no Facebook, Prentis Robinson caminhava e se filmava pela rua quando foi surpreendido por um homem que disparou quatro tiros contra ele e fugiu.

continua após publicidade

Antes dos disparos, é possível ouvir Robinson avisar repetidamente ao atirador: "Você está ao vivo". A vítima não parou de caminhar na abordagem e manteve em punho o pau de selfie. A polícia encontrou o americano já morto, com marcas de tiros.

O chefe da polícia de Wingate, Donnie Gay, confirmou ao portal wokv.com que Robinson havia visitado a delegacia minutos antes de ser atacado. Ele havia reportado aos agentes o roubo de um celular.

continua após publicidade

A Universidade de Wingate e outras escolas da vizinhança tiveram as portas fechadas após os estampidos dos disparos, pelo medo de que um atirador estivesse à solta no bairro.

Segundo algumas pessoas ouvidas pela polícia, Robinson delatava suspeitos de tráfico de drogas da região em suas transmissões ao vivo no Facebook para ajudar a polícia.

A polícia investiga se Prentis Robinson conhecia o atirador, que já foi identificado, mas ainda continua desaparecido.

As informações são do portal wokv.com