Facebook Img Logo
Mais lidas
Cotidiano

Carli Filho começa a ser julgado nove anos após mortes de jovens em Curitiba

.

Luiz Fernando Ribas Carli Filho começa a ser julgado nesta terça-feira - Foto: RPC - Reprodução
Luiz Fernando Ribas Carli Filho começa a ser julgado nesta terça-feira - Foto: RPC - Reprodução

Tem início às 13h desta terça-feira (27) o júri popular do ex-deputado estadual do Paraná Luiz Fernando Ribas Carli Filho, acusado de matar dois jovens, de 20 e 26 anos, em uma batida de trânsito em Curitiba, em 2009.

O ex-parlamentar será julgado na 2ª Vara Privativa do Tribunal do Júri, em Curitiba, por representantes da comunidade — entre 25 pessoas previamente convocadas pela Justiça, sete serão sorteadas para sentenciar se Carli é ou não culpado pelas mortes de Gilmar Rafael Yared e Carlos Murilo de Almeida.

A expectativa é de que o julgamento termine na quarta-feira (27), conforme a Justiça. Cerca de 200 pessoas poderão assistir ao júri, liberadas por meio de senhas que foram distribuídas na sexta-feira (23).

Teses
O Ministério Público do Paraná (MP-PR) sustenta a tese de que Carli Filho assumiu o risco de matar ao dirigir nas condições em que estava e, por isso, ofereceu denúncia por duplo homicídio com dolo eventual — crime pelo qual será julgado nestes dois dias.

A defesa, contudo, argumenta que as mortes foram resultado de um mero acidente de trânsito, causado porque o veículo dos jovens cruzou a via preferencial.

O acidente
Há quase nove anos, o Passat de Carli decolou pela Avenida Monsenhor Zanlorenzi, no bairro Mossunguê, e caiu sobre o Honda Fit em que estavam Gilmar Rafael Yared e Carlos Murilo de Almeida, matando ambos na hora.

O então deputado dirigia em velocidade entre 161 km/h e 173 km/h, segundo apontaram laudos periciais feitos posteriormente, com a carteira de habilitação cassada — 130 pontos e 30 multas, sendo 23 por excesso de velocidade —, e alcoolizado (ele próprio confessou ter bebido e dirigido). Ele teve ferimentos graves na cabeça e ficou internado durante quase 30 dias.

Com informações do portal G1

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

mais notícias

Últimas de Cotidiano

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber