Facebook Img Logo
Mais lidas
Cotidiano

Comerciante morre após supostas agressões em delegacia; Polícia Civil nega

.

Valmir de Souza Alves morreu aos 45 anos (Foto: Divulgação)
Valmir de Souza Alves morreu aos 45 anos (Foto: Divulgação)

Um comerciante de 45 anos morreu na manhã desta quinta-feira (22) após sofrer supostas agressões dentro da Delegacia de Campo Largo, na região metropolitana de Curitiba. De acordo com denúncia da família, Valmir de Souza Alves não tinha condições de pagar pela fiança foi encaminhado para o hospital com vários hematomas. A Polícia Civil nega as agressões e afirma que as marcas foram provocadas por uma “forte crise de abstinência”.

Alves foi preso no ultimo sábado (18), acusado de dirigir embriagado na BR-277, próximo ao bairro Jardim Rivabem II. Ele ficou detido até quarta-feira (21) e o caso foi para o Fórum de Campo Largo, onde o juiz determinou a transferência para uma clinica de reabilitação em alcoolismo, em virtude de internamento anterior.

Devido ao estado de saúde, Alfes foi então transferido para o centro médico do município e logo após para o Hospital Nossa Senhora do Rocio, onde faleceu. Lá foram diagnosticados os hematomas. “Ninguém merece isso. Um estado deplorável. Ele era uma pessoa de bem. Foi muito doloroso ver ele naquele estado, jogado na delegacia”, disse a esposa Roseli Regina First Alves.

A família garante ainda que a delegacia se recusou a fornecer o Boletim de Ocorrência.

Em nota, a Polícia Civil informou que todos os procedimentos de praxe foram realizados na delegacia. “Após a sua autuação, o preso passou por uma audiência de custódia na terça-feira (20), na qual o juiz determinou que o mesmo fosse transferido para uma clínica de reabilitação de alcoolismo, já que estava tendo uma forte crise de abstinência. Por conta da espera por uma vaga na clínica, Alves ficou detido em uma cela, na qual estava sozinho. O preso estava tendo reações adversas relacionadas a crise de abstinência”, garantiu a corporação.

O corpo de Alves foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para exame de corpo de delito. O resultado deve sair em até 30 dias.

(Banda B)

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas de Cotidiano

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber