Facebook Img Logo
Mais lidas
Cotidiano

Polícia faz reconstituição do crime que vitimou youtuber de 14 anos no Paraná

.

Isabelly Cristine Santos, de 14 anos, foi morta com um tiro na cabeça, na semana passada em Pontal do Paraná - Foto: Reprodução - Facebook
Isabelly Cristine Santos, de 14 anos, foi morta com um tiro na cabeça, na semana passada em Pontal do Paraná - Foto: Reprodução - Facebook

A Polícia Civil do Paraná fez na manhã desta quinta-feira (22) a reconstituição do crime da youtuber Isabelly Cristine Santos, de 14 anos, morta com um tiro na cabeça, na semana passada em Pontal do Paraná, litoral do Estado. Os empresários Everton e Cleverson Vargas continuam presos na Delegacia de Matinhos e confessaram ter atirado contra o carro em que a adolescente estava.

Cerca de cinquenta policiais trabalham para refazer a cena, que aconteceu na madrugada do último dia 14. Os depoimentos têm informações cruzadas sobre o exato momento em que o disparo de arma de fogo foi efetuado.

O advogado da família de Isabelly e assistente de acusação no processo, Elias Mattar Assad, acredita que a reconstituição é um momento importante para esclarecer qualquer dúvida no processo. 

A família da adolescente esteve no local e a mãe particiou da reconstituição, assim como outras duas pessoas que estavam no carro deles. Os irmãos Vargas participaram da reconstituição e chegaram escoltados pela polícia. Após cerca de trinta minutos do início, diversas pessoas passaram a acompanhar os trabalhos da polícia, assim como a imprensa.

Também na reconstituição, o advogado dos suspeitos presos, Cláudio Dalledone Júnior, concordou que refazer a cena do crime deixará claro diversos pontos duvidosos.

Fim dos trabalhos
Após duas horas do início dos trabalhos da polícia, a PR-412 foi liberada para o tráfego com a conclusão da reprodução simulada. O inquérito será finalizado até amanhã (23) e encaminhado ao Ministério Público (MP-PR). 

Mesmo sem dar detalhes sobre a reconstituição, a responsável pelo inquérito, a delegada Vanessa Alice, garantiu que a reprodução da cena foi esclarecedora. Segundo a delegada, Everton Vargas poderá ir a júri popular.

Com informações do portal Banda B

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

mais notícias

Últimas de Cotidiano

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber