Mais lidas
Cotidiano

Policiais rodoviários são presos suspeitos de corrupção 

.

Foto: Catve.com.
Foto: Catve.com.

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Geeco) do Ministério Público do Paraná cumpriu na manhã desta terça-feira (6) 12 mandados de prisão preventiva contra policiais rodoviários estaduais e 20 mandados de busca e apreensão em quatro postos da Polícia Rodoviária Estadual nas cidades de Francisco Beltrão, Palmas, Mariópolis e Realeza, no Sudoeste do estado, e em 16 residências localizadas em diferentes regiões.

Batizada de “Manus Capio”, a operação ocorre após investigações do Gaeco, que apura os crimes de corrupção passiva, falsidade ideológica, peculato e quebra de sigilo funcional cometidos pelos agentes públicos.

Entre as práticas investigadas, estão a liberação de transportes de mercadorias ilegais, bem como a liberação de veículos em situação irregular, mediante o pagamento de propina. 

Os mandados foram expedidos pelo Juízo da Auditoria Militar de Curitiba e estão sendo cumpridos em conjunto com a Corregedoria da Polícia Militar.

Investigações
As investigações começaram depois de um suposto desvio de carga de cigarros contrabandeados do Paraguai pelos policiais investigados. A abordagem ocorreu em Francisco Beltrão. De acordo com o MP, o esquema consistia em abordar veículos irregulares, como caminhões e ônibus vindos do Paraguai, nos postos da PRE e receber vantagens dos motoristas para que não fossem feitas autuações. Os policiais também avisavam aos motoristas sobre bloqueios.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber