Facebook Img Logo
Mais lidas
Cotidiano

 Rapaz é preso sob suspeita de matar moça com quem mantinha relacionamento virtual

.

Rapaz é preso suspeito de matar moça com quem mantinha relacionamento virtual​ - Foto: Divulgação - Polícia Civil/PR​
Rapaz é preso suspeito de matar moça com quem mantinha relacionamento virtual​ - Foto: Divulgação - Polícia Civil/PR​

Um jovem de 23 anos suspeito de assassinar Fernanda Nogueira Acorsini Calixto de Oliveira, 24 anos, foi preso na manhã desta terça-feira (30/01), em sua própria residência, localizada no Jardim Ideal. A ação foi realizada pela Delegacia de Homicídios de Londrina (norte do Paraná), com o apoio da Guarda Municipal da cidade.

Segundo a Polícia Civil, o crime aconteceu no dia 20 de agosto de 2017, por volta das 21 horas. Na ocasião, a vítima foi atingida por diversos disparos de arma de fogo e em seguida jogada em um vale, próximo a um lago, na região Norte da cidade, onde foi encontrada pelos policiais no dia seguinte.

Diante do fato, os policiais passaram a realizar diligências com o intuito de elucidar o crime. Após ouvir testemunhas, a equipe identificou o rapaz, de 23 anos, como principal suspeito da morte de Fernanda.

“O homem estava utilizando tornozeleira eletrônica, em cumprimento a uma pena por roubo, e exatamente no dia e horário em que o crime ocorreu, conseguiu bloquear o rastreamento do aparelho, de modo que só pôde ser identificado quando ele já estava em sua residência novamente – momentos após o crime”, informa o delegado responsável pela ação, Paulo Henrique Costa.

No decorrer das investigações, a equipe descobriu que a vítima e o suspeito mantinham um relacionamento virtual há algum tempo. “Com a cópia das conversas em mãos, os policiais perceberam que o suspeito manifestava um extremo ciúmes de Fernanda e não admitia que ela o ignorasse ou tivesse qualquer tipo de relação com outros homens”, contou o delegado.

Costa ressalta, ainda, que algumas das mensagens enviadas pelo suspeito, tinham caráter de ameaças, prometendo matar Fernanda. “Em uma das mensagens enviadas a vítima, o suspeito dizia que ‘o perdão da traição é a morte’, fazendo referências a sua intenção de assassinar a vítima”, completa.

Diante das circunstâncias, a autoridade policial solicitou ao Poder Judiciário para que fosse expedido um mandado de prisão contra o suspeito, o qual foi deferido e cumprido na ocasião.

Na delegacia, o suspeito negou qualquer envolvimento com o crime. O homem responderá por homicídio qualificado e está preso no Setor de Carceragem Temporária (Secat) da unidade, onde encontra-se à disposição da Justiça.

As informações são da Polícia Civil/PR

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas de Cotidiano

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber