Facebook Img Logo
Mais lidas
Cotidiano

Defesa Civil contabiliza estragos em 20 cidades por causa da chuva em SC

.

O número de pessoas afetadas pela chuva em Santa Catarina já chega a quase 4000 - Foto: Diorgenes Pandini / Diario Catarinense
O número de pessoas afetadas pela chuva em Santa Catarina já chega a quase 4000 - Foto: Diorgenes Pandini / Diario Catarinense

A Defesa Civil estadual já contabilizava estragos causados pela chuva em pelo menos 20 cidades de Santa Catarina até o fim da noite de quinta-feira (11). Só em Florianópolis, um dos municípios mais atingidos pelo temporal que se intensificou na madrugada de quinta-feira, o número de desalojados já chegava 1.230 e o de desabrigados era de 150, conforme a Defesa Civil Municipal. Ao todo, três abrigos já foram ativados no município e ao menos seis pontos de coleta de doações foram abertos.

O número de pessoas afetadas em Santa Catarina já chega a quase 4000 e o de casas danificadas é de quase 1000. Um novo relatório com números atualizados deve ser divulgado nesta sexta-feira. Desde segunda-feira até o momento, uma pessoa morreu, uma ficou ferida e duas estão desparecidas. Em Florianópolis, a morte de um homem que sofreu um infarto enquanto limpava um bueiro não está sendo contabilizada como decorrente da tempestade.

As ocorrências variam entre alagamentos, deslizamentos e chuva intensa. As cidades que tiveram sofreram danos até o momento são: Lauro Müller, Imbituba, Florianópolis, Braço do Norte, São José, São João Batista, Biguaçu, São Francisco do Sul, Penha, Itapema, Balneário Camboriú, Itajaí, Bombinhas, Navegantes, Taió, Camboriú, Porto Belo, Governador Celso Ramos, Tijucas, Palhoça e Canoinhas.

Florianópolis registrou pelo menos 400mm de chuva desde a segunda-feira - o maior volume no Estado. As principais rodovias estaduais que dão acesso ao norte, sul e leste da Ilha sofreram interdições por causa dos alagamentos. No bairro Itacorubi, um prédio foi inundado e os carros que estavam no estacionamento ficaram encobertos após um rio transbordar. No sul da Ilha, moradores tiveram suas casas alagadas e contabilizam prejuízos em bairros como Rio Tavares e Campeche. No Ratones, norte da Ilha, uma ponte caiu e moradores ficaram ilhados. 

Foto: Cristiano Estrela / Diário Catarinense

Vale do Itajaí
No Vale do Itajaí, a cidade mais afetada foi Penha, no Litoral Norte, onde 200 pessoas ficaram desalojadas, ou seja, tiveram que sair de suas casas e se instalar em vizinhos, amigos ou parentes.

Em Camboriú, Itajaí, Porto Belo e Balneário Camboriú, bombeiros e Defesa Civil registraram problemas principalmente com alagamentos em vias e residências. Os casos mais graves envolveram deslizamentos de terra e o desaparecimento de uma pessoa. 

Região Norte
Em São Francisco do Sul a chuva causou alagamentos, deslizamentos e quedas de árvores e muro.  Segundo a Defesa Civil, foram registrados 146 milímetros de chuva em 12 horas. O número representa a média mensal prevista para São Francisco do Sul.

As informações são do Diário Catarinense




O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

mais notícias

Últimas de Cotidiano

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber