Mais lidas
Cotidiano

Após vacinação contra febre amarela, SP reabre Horto e outros dois parques

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Três parques da capital paulista que permaneceram fechados à visitação da população, entre o final de 2017 e o início deste ano, serão reabertos ainda nesta quarta-feira (10).

O Horto Florestal e o parque da Cantareira, ambos na zona norte, e o parque Ecológico do Tietê, na zona leste, suspenderam a entrada de frequentadores após a localização de macacos mortos por febre amarela em suas áreas.

O governo Alckmin (PSDB) informou que as unidades foram reabertas após estratégias de vacinação nos bairros do entorno. Todas elas, no entanto, contarão com avisos na entrada para informar à população de que estão em áreas de risco e que para visitá-las é preciso ter tomado vacina contra a febre amarela ao menos dez dias antes.

A volta das atividades dos parques integra um pacote de ações anunciadas nesta quarta-feira (10) pelas autoridades de saúde para combater a doença, que já matou 13 pessoas em todo o Estado.

São Paulo, Bahia e Rio estão no alvo de uma campanha emergencial de vacinação do Ministério da Saúde para conter o avanço da febre amarela em áreas que até então não tinham recomendação para imunização contra a doença. Nos três Estados, a meta será a de alcançar 19,7 milhões de pessoas.

Para isso, a ideia é utilizar doses fracionadas da vacina, feitas com 1/5 da do tipo padrão. Segundo o secretário David Uip, a imunização começará pelas áreas com maior risco de transmissão do vírus e, posteriormente, se estenderão às demais áreas da capital -mas só numa segunda fase. "A Sé e a Paulista, por exemplo, são as que têm menos risco, devem ser as últimas".

Atualmente, a cobertura vacinal nas áreas de recomendação de imunização do Estado é de 85%. O secretário diz que conta com a "responsabilidade" das pessoas não vacinadas evitarem os parques.

Na capital paulista, a imunização fracionada será disponibilizada em 15 distritos. São eles: Capão Redondo, Cidade Dutra, Cidade Líder, Cidade Tiradentes, Grajaú, Guaianases, Iguatemi, Jardim São Luís, José Bonifácio, Parque do Carmo, Pedreira, São Mateus, São Rafael, Socorro e Vila Andrade.

VACINAÇÃO

A campanha de vacinação começará no dia 3 de fevereiro e seguirá até o dia 24. A meta é alcançar os moradores da Grande São Paulo, do Vale do Paraíba e da Baixada Paulista.

Em todo o Estado de São Paulo, a campanha será realizada em 53 cidades. Em 40 delas, a dose será ofertada para toda a população, devido à alta concentração de mata. Nos 13 municípios restantes, a vacina será dada aos moradores de locais mais vulneráveis.

A meta é vacinar 6,3 milhões de pessoas no Estado.

Veja as 75 cidades que terão campanha em fevereiro:

SÃO PAULO

Aparecida

Arapeí

Areias

Bananal

Bertioga

Caçapava

Cachoeira Paulista

Canas

Caraguatatuba

Cruzeiro

Cubatão

Cunha

Diadema

Guaratinguetá

Guarujá

Igaratá

Ilhabela

Itanhaém

Jacareí

Jambeiro

Lagoinha

Lavrinhas

Lorena

Mauá

Mongaguá

Monteiro Lobato

Natividade da Serra

Paraibuna

Peruíbe

Pindamonhangaba

Piquete

Potim

Praia Grande

Queluz

Redenção da Serra

Ribeirão Pires

Rio Grande da Serra

Roseira

Santa Branca

Santo André

Santos

São Bento do Sapucaí

São Bernardo do Campo

São José do Barreiro

São José dos Campos

São Luís do Paraitinga

São Sebastião

São Vicente

Silveiras

Taubaté

Tremembé

Ubatuba

RIO DE JANEIRO

Belford Roxo

Duque de Caxias

Itaboraí

Itaguai

Japeri

Magé

Mesquita

Nilópolis

Niterói

Nova Iguaçu

Queimados

Rio de Janeiro

São Gonçalo

São João de Meriti

Seropédica

BAHIA

Camaçari

Candeal

Itaparica

Lauro de Freitas

Mata de São João

Salvador

São Francisco do Conde

Vera Cruz

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber