Facebook Img Logo
Mais lidas
Cotidiano

Marcos Caruso diz que 'Pega Pega é um sucesso inegável

.

CRIS VERONEZ

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - Apesar de “Pega Pega” ter registrado bons níveis de audiência, chegando a superar algumas vezes a novela das 21h da Globo, “O Outro Lado do Paraíso”, a trama dividiu a opinião do público e da crítica. Entre uma série de apontamentos, houve quem falasse dos casais “mamão com açúcar” e quem reclamasse que a trama não prendia a atenção do telespectador.

O veterano Marcos Caruso, 65, que se despede do personagem Pedrinho na noite desta segunda (8), data de encerramento da trama, diz que não vê problemas na novela. “Existe um ou outro que estão criticando. Você pode achar defeito em tudo na vida, mas se olhar para o espelho, você vai achar um defeito na sua cara. E aí você vai tentar corrigir, porque vai querer ficar cada vez mais bonito. Se temos problemas em alguns lugares, nós temos que corrigi-los. Não vejo problema nenhum em ‘Pega Pega’, porque é uma novela que está absolutamente dando para o público aquilo que ela se propôs a dar.”

Em meio a elogios sobre o elenco e a realização da novela, como cenário, figurino, iluminação, direção e maquiagem, Caruso diz que a trama foi um “sucesso inegável”. “O sucesso é sempre decorrente de uma união de qualidades. Acho que aconteceu isso com ‘Pega Pega’, que é um sucesso inegável. Somos o terceiro maior Ibope da casa. Então, se um ou outro crítico acha que a novela tem algum problema, eu quero dizer a eles que infelizmente são minoria.”

Caruso acredita que o bom humor de seu personagem tenha sido um dos principais atrativos para o público. Não é à toa que é chamado o tempo todo nas ruas pelo nome do avô de Luiza, interpretada por Camila Queiroz. “As pessoas adoram o Pedrinho. Todo mundo gostaria de morar em um hotel, fazer viagens, tomar champanhe e ter uma vida boa. O Pedrinho é um ícone bem-humorado, alegre, se veste com paletós vermelhos, amarelos, calças extravagantes. É um cara querido, muito popular e que exala bom humor.”

Ao longo da trama de Claudia Souto, o “bon-vivant” teve uma vida financeira e pessoal de altos e baixos, mas sempre com a elegância, o bom humor e a resiliência inerentes ao personagem. Pedrinho, de certa forma, serviu como reflexão sobre o conceito de riqueza. “A riqueza é aquilo que você tem dentro de você e o dinheiro da noite para o dia pode sumir da sua vida. Está aí o Pedrinho Guimarães como exemplo. Para mim, tudo o que você adquire, como conhecimento, princípio ético e cultura é riqueza. Vivemos em um mundo cada vez menos fraterno. Buscar a riqueza dos sentimentos e emoções tem muito valor. Minha função como artista é provar que a riqueza imaterial é superior a qualquer coisa que você possa adquirir com dinheiro.”

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

mais notícias

Últimas de Cotidiano

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber