Mais lidas
Cotidiano

Investigação da FX não encontra novas denúncias contra Louis C.K., diz CEO

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Executivo-chefe da rede FX, John Landgraf afirmou que uma investigação sobre o comportamento profissional de Louis C.K. não identificou novas denúncias de má conduta sexual contra o comediante.

"Não encontramos novos temas, reclamações ou incidentes de má conduta de qualquer espécie durante os oito anos em que trabalhamos juntos", afirmou Landgraf.

Ele deu a declaração na última sexta-feira (5), durante um evento da Associação dos Críticos de Televisão (Television Critics Association, em inglês).

A rede FX encerrou relações com Louis C.K. em novembro, depois que o comediante foi acusado por cinco mulheres, em uma reportagem do jornal "The New York Times", por comportamentos sexuais inadequados.

As mulheres descreveram episódios de encontros com o comediante, desde os anos 1990 até 2005, incluindo duas ocasiões em que ele teria se exposto nu e se masturbado em frente delas.

Em resposta às alegações, Louis C.K. publicou uma nota afirmando que "Essas histórias são verdadeiras".

A parceria entre a FX e Louis C.K. começou em 2009, com o show televisivo "Louie", que estreou em 2010. A FX produziu e distribuiu o programa de comédia, que Louis C.K. criou, escreveu e dirigiu.

Em 2013, a FX havia assinado um acordo amplo com Louis C.K. e sua produtora, a Pig Newton, para desenvolver novas séries para a rede. Juntos, eles produziram quatro shows: "Better Things", "Baskets", "One Mississippi" e "The Cops".

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber