Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Cotidiano

Redação da Fuvest aborda polêmica sobre limite da arte

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Os estudantes que buscam uma vaga na USP (Universidade de São Paulo) precisaram neste domingo (7) escrever um texto a partir da pergunta: "Devem existir limites para a arte?". A redação e dez questões de português abriram a 2ª fase da Fuvest. As provas vão até terça (9).

A proposta para a redação trazia reportagem sobre a polêmica com a exposição Queermuseu - Cartografias da Diferença na Arte Brasileira, cancelada em setembro de 2017 após protestos conservadores e religiosos.

Promovida pelo Santander Cultural em Porto Alegre, a mostra trazia obras que tratavam de questões de gênero e sexualidade. Os organizadores a cancelaram um mês antes do previsto após ataques de grupos que viam nas obras apologia à pedofilia e à profanação. Artistas e militantes questionaram a decisão, que configuraria cerceamento à liberdade artística.

A prova também mencionou obra do artista Nuno Ramos que, em 2010, confinou três urubus no vão central da Bienal. Após protestos, a Justiça determinou a retirada dos pássaros. É uma novidade para a Fuvest a escolha de tema polêmico e tão recente para a proposta de redação. É comum a abordagens mais filosóficas.

O professor de português e literatura Claudio Caus, do Cursinho da Poli, diz que a proposta facilitou a vida de estudantes, pela repercussão, mas a polêmica pode guardar armadilhas para o texto.

"É um tema mais acessível, mas poderia trazer um excesso de confiança para quem já tem posições prontas ou quadradas", diz. "O seguro seria o candidato buscar um caminho mais equilibrado."

Maria Aparecida Custódio, professora do colégio e curso Objetivo, lembra que seria um risco escrever só sobre a exposição cancelada. "A Fuvest convida o candidato a tecer reflexões universais, para conhecer o repertório dele."

O participante deveria escrever uma dissertação argumentativa. Precisava, ainda, sustentar um ponto de vista.

Foram convocados para a segunda fase 19.690 candidatos, que disputam 8.402 vagas. Outros 2.100 estudantes participam por treino.

Do total de convocados, 1.689 faltaram. O que representa abstenção de 7,75%.

Na segunda-feira, a prova terá 16 questões sobre história, geografia, matemática, física, química, biologia e inglês. Na terça (9), serão 12 questões de disciplinas relacionadas à carreira escolhida.

VAGAS

A USP oferece, no total, 11.147 vagas. Além das voltadas à Fuvest, outras 2.745 vagas serão preenchidas pelo Sisu (Sistema de Seleção Unificada), com a nota do Enem.

As inscrições para o Sisu abrem no dia 29. O resultado da primeira chamada da Fuvest sai dia 2 de fevereiro.

As cotas na USP passam a valer a partir deste ano: 37% das vagas de cada unidade serão preenchidas por alunos de escola pública, com percentual mínimo de pretos, pardos e indígenas. A reserva de vagas aumenta gradualmente até atingir 50% para cada curso e turno em 2021.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Cotidiano

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber