Mais lidas
Cotidiano

Prisões auxiliadas por câmeras dobram no Paraná

.

As prisões feitas em todo Paraná com o auxílio do trabalho do Centro Integrado de Comando e Controle (CICCR) foi duas vezes maior em 2017 em comparação com o ano anterior. De acordo com dados da Secretaria da Segurança e da Administração Penitenciária do Estado, em 2017 foram feitas 681 prisões com apoio do CICCR, contra 321 no ano anterior.

Criado em 2014, o Centro funciona em Curitiba e é utilizado como ferramenta policial 24 horas por dia. Cerca de duas mil câmeras públicas espalhadas pelo Estado e interligadas ao Centro permitem que equipes de inteligência façam o videomonitoramento de diferentes áreas.

Do total de prisões feitas em 2017, 399 resultaram de cumprimentos de mandados, enquanto 282 foram prisões em flagrante. Entre as prisões em flagrante, o crime mais comum foi o roubo, responsável por 97 das prisões. O tráfico de drogas resultou em 18 prisões em flagrante, enquanto 13 prisões foram realizadas por furtos.

“O Centro Integrado de Comando e Controle tem o papel de ser os olhos da segurança pública. Este relatório reforça a importância do Centro, que além de fazer o videomonitoramento, é responsável por monitorar os indivíduos que usam tornozeleira eletrônica em todo o Estado”, afirma o tenente-coronel Adilson Luiz Correa, coordenador do CICCR. “Estamos ampliando a quantidade de câmeras, trabalhando em um aplicativo para uso policial e em projetos de biometria que vão aumentar a utilização dos recursos do Centro”, disse o secretário da Segurança Pública e Administração Penitenciária Wagner Mesquita.

CENTRO - Inicialmente, o Centro Integrado de Comando e Controle foi usado como estrutura responsável por todas as decisões operacionais durante a Copa do Mundo 2014 e permanece no Paraná como um dos legados do evento mundial. Além de inibir ações delituosas e de auxiliar na apuração de crimes e infrações, as câmeras direcionadas para o Centro Integrado acompanham o desenrolar de eventos com grandes aglomerações de pessoas, como jogos esportivos e manifestações populares. As câmeras possuem também sistema de leitura de placas de veículos.

O CICCR prestou suporte para diversas instituições ao longo de 2017. A Polícia Militar efetuou 426 do total de prisões registradas. A Polícia Civil foi responsável por 71 prisões. A Polícia Federal e a Guarda Municipal de Curitiba também estão entre as instituições que receberam suporte do Centro.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber