Mais lidas
Cotidiano

Polícia de SP prende suspeito de matar menino Arthur com tiro no Ano-Novo

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Polícia Civil prendeu, na noite desta terça-feira (5), o suspeito de matar o menino Arthur, 5, que foi baleado na cabeça por um tiro na virada do ano, na Vila Sônia, na zona oeste da capital paulista.

O suspeito foi preso e levado para o 89º DP (Morumbi), por volta das 20h30 desta terça. A Secretaria de Segurança Pública de São Paulo informou apenas que o suspeito portava um revólver calibre 38 no momento em que foi detido. A arma será analisada pela perícia.

Os investigadores que participaram da detenção não disseram como o homem foi preso e nem passaram a identidade dele. Ele chegou ao 89º DP acompanhado de um advogado e foi levado direto a uma sala, onde presta depoimento.

Arthur foi atingido quando brincava com bolinhas de sabão no quintal da casa de seus familiares, disse a mãe, a professora Valéria Aparecido, 34.

O desespero tomou conta dos pais da criança ao perceberem uma poça de sangue se formar debaixo da cabeça do menino, que continuava inerte. "Disseram que ele arregalou os olhos e caiu duro. Imaginei que tinha ferido a cabeça na queda", afirma a mãe. A família estava na casa de um primo de Valéria para comemorar o Ano-Novo.

O pai contou que o deixou deitado no chão e chamou a ambulância, mas o desespero diante da gravidade da situação o fez correr com o filho para o hospital Family, o mais próximo. "Não sabia o que era. Só pedia para ninguém mexer nele", disse o eletricista David Santos da Silva, 33. Um exame de tomografia realizado no setor de emergência apontou a presença de uma bala alojada na cabeça, bem próximo da nuca. Foi então que a família descobriu que o filho tinha sido vítima de bala perdida.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber