Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Cotidiano

Polícia recupera carga roubada e liberta refém na via Dutra, no Rio

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Após abordagem na Rodovia Presidente Dutra (BR-116), no Rio de Janeiro, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) recuperou na manhã deste domingo (24) uma carga roubada de produtos alimentícios, avaliada em R$ 170 mil. As informações são da Agência Brasil.

A Central de Informações Operacionais (CIOP) da PRF recebeu pelo telefone 191 o alerta de roubo de uma carreta, na altura de Queimados, na Baixada Fluminense. A viatura em ronda identificou o veículo, que seguia no sentido Rio. Os policiais fizeram a abordagem próximo ao acesso à Avenida Brasil, no Trevo das Margaridas, em Vigário Geral, zona norte do Rio de Janeiro.

Um suspeito estava na cabine e fazia o motorista de refém, sob ameaça de um revólver calibre 38 carregado e um simulacro de pistola. O jovem de 20 anos foi preso em flagrante e o motorista libertado sem ferimentos.

Segundo a PRF, a carga roubada, de propriedade de uma rede de fast food, foi recuperada intacta. Ela seria levada para a favela da Quitanda, no Complexo da Pedreira. A ocorrência foi registrada na Central de Garantias da Polícia Civil, no Jacaré. A ação faz parte da operação Égide, que reforça o policiamento nas rodovias federais.

EXCESSO DE VELOCIDADE

Na sexta-feira (23), na Rodovia Washington Luiz (BR-040), a fiscalização da PRF para coibir o excesso de velocidade flagrou 148 veículos com velocidade acima da permitida nas proximidades de Petrópolis, na Região Serrana.

Chamou a atenção dos policiais uma motocicleta emplacada no Rio de Janeiro a 191 km/h. A velocidade máxima no local é de 110 km/h para veículos leves e 90 km/h para veículos pesados. O objetivo da fiscalização é “coibir a prática de infrações, como excesso de velocidade e reduzir a gravidade dos acidentes”.

As multas por excesso de velocidade são divididas em três categorias. Para velocidade até 20% superior à permitida na via, o valor é de R$ 130,16, com perda de 3 pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Se a velocidade for entre 20% e 50% superior à máxima permitida, a infração é considerada grave e tem penalidade de perda de 5 pontos na carteira e multa de R$ 195,23. Se o motorista exceder a velocidade em mais de 50% da máxima permitida, caso da moto flagrada, a infração é gravíssima e gera multa de R$ 880,40, além de perder 7 pontos na CNH.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Cotidiano

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber