Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Cotidiano

PF prende esloveno com 50 quilos de cocaína em barco no litoral de Paraty

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Polícia Federal realizou na madrugada desta sexta (22) a apreensão de 50,8 quilos de cocaína escondidos no assoalho de um veleiro que estava no litoral de Paraty, no sul fluminense. Um esloveno de 52 anos estava com o entorpecente e foi preso em flagrante. As informações são da Agência Brasil.

Segundo a PF, uma denúncia anônima deu início à investigação, há cerca de cinco meses. O estrangeiro veio de Cabo Verde, na costa da África, com o objetivo de levar cocaína para o arquipélago africano, e entrou em território brasileiro de forma irregular.

O delegado da Delegacia da Polícia Federal em Angra dos Reis, Marcelo Villela, disse que o barco foi monitorado e abordado quando navegava para alto-mar. O suspeito não estava armado e não tentou resistir à prisão, que contou com o apoio da Delegacia de Repressão a Entorpecentes. “Os indícios apontam que a droga foi comprada em Paraty. Pelo menos foi colocada na embarcação em Paraty”, disse o delegado, que não se surpreende com o fato de a Costa Verde fluminense estar na rota de um traficante internacional de drogas. “Não é só por mar. A gente já tinha suspeitas e investigações nesse sentido, pela Rodovia BR-101 também. Passa muita droga pela Costa Verde, tanto por terra, pela rodovia, quanto por mar.”

Villela explicou que os carregamentos levados em veleiros costumam seguir para a Europa ou África, e os barcos são escolhidos por não chamarem muita atenção. O trajeto dura cerca de 15 dias e os barcos precisam fazer diversas paradas na costa brasileira até atravessar o Oceano Atlântico a partir de cidades do Nordeste.

O delegado conta que não é a primeira vez que veleiros foram abordados com produtos ilegais em Paraty, e que em outras ocorrências já foram encontradas armas e munições. A apreensão de cocaína desta madrugada foi a maior já feita pela delegacia de Angra dos Reis.

O esloveno preso já morou em Paraty, fala português e, atualmente, vivia em Cabo Verde, onde já tinha sido preso por tráfico internacional de armas. Ele será indiciado por tráfico internacional de drogas, cuja pena pode chegar a 15 anos. Se condenado, terá que cumprir a pena no Brasil, e ainda ficará impedido de retornar ao país pelo dobro do período da pena.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Cotidiano

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber