Facebook Img Logo
Mais lidas
Cotidiano

Suspeito de tentativa de ataque em NY citou decisão de Trump sobre Jerusalém

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O bengalês Akayed Ullah, 27, suspeito portentativa de ataque em terminal de ônibus de Nova York nesta segunda-feira (11), citou a decisão do presidente Donald Trump de reconhecer Jerusalém como capital de Israel como motivo para a ação, informaram autoridades americanas.

Segundo a polícia de Nova York, Ullah amarrou uma bomba caseira em seu corpo com velcro e lacres de plástico. Ele ficou ferido, com queimaduras e lacerações, e foi detido e levado a um hospital. Outras três pessoas ficaram feridas, mas levemente.

Questionado sobre a existência de vínculos do suspeito com o Estado Islâmico, o comissário da polícia afirmou que Ullah "fez declarações", mas evitou entrar em detalhes.

O prefeito de Nova York, Bill de Blasio, afirmou que acreditar-se que o suspeito tenha agido sozinho.

Já o governador de Nova York, Andrew Cuomo, disse que ele foi "influenciado" por grupos como o EI e se informou como fabricar uma bomba na internet.

Originário da cidade de Chittagong, em Bangladesh, Ullah é residente legal dos EUA e tinha licença de taxista até 2015.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

mais notícias

Últimas de Cotidiano

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber