Facebook Img Logo
  1. Banner
Mais lidas
Cotidiano

Will Smith faz 'beat box' e canta música de 'Um Maluco no Pedaço' na Comic-Con

.

BEATRIZ FIALHO

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Will Smith compareceu à Comic-Con XP 17, em São Paulo, para divulgar seu novo filme com a Netflix, "Bright". No palco, ao lado do ator Joel Edgerton e do diretor David Ayer, Smith fez do último painel deste domingo (10) uma verdadeira "bagunça". 

Impressionado com o auditório cheio, o ator foi recebido e ovacionado pelo público. Em comemoração, fez "beat box" no microfone e levou o público ao delírio. "Isso aqui é incrível. Talvez eu tenha que comprar uma casa no Brasil", brincou. 

Durante a entrevista, o ator se empolgou com a multidão de fãs e animou a plateia cantando a música de abertura de "Um Maluco no Pedaço", um dos primeiros trabalhos do ator na televisão. Contente com o resultado, o autor emendou a continuação de "The Fresh Pince of Bel-Air". 

SOBRE O FILME

O longa é uma mistura de ficção, distopia e ação policial. "As pessoas me perguntavam como eu descreveria 'Bright'. Eu disse, olha, é o drama de um dia de treinamento com 'Senhor dos Anéis'", brincou o astro de "homens de preto" sobre o filme, que será lançado no dia 22 de novembro, na Netflix. 

Dentre os destaques do filme está a maquiagem de Nick, personagem de Edgerton. Na história ele é um Orc, uma espécie de mostro, caracterizado com horas de maquiagem e tecnologia. "Mas eu percebi que o maior desafio era fazer um Orc mais humano possível", comentou o ator.

David Ayer explica que, de fato, a caracterização dos Orcs foi um dos grandes desafios do filme. "Pesquisar maquiagem foi dificil, no começo tivemos alguns entraves. A maquiagem tem que trazer a alma pro personagem e ele [Joel Edgerton] ajudou porque é um ator incrível".

A gravação, feita na cidade de Los Angeles, Califórnia, levou os atores para a rua por cerca de dois meses. "Ele vê a cidade de um jeito muito diferente dos outros diretores", disse Will sobre o diretor. 

Ayer, por sua vez, elogiou a conexão dos atores. "A química entre esses caras é incrível", disse, ao que Smith acrescentou: "A gente tem uma química muito grande, e isso não é algo que dê para comprar ou para fingir".

"No filme, eles [Scott e Nick] viram amigos. Eles trabalham juntos mas mudam a vida um do outro. Então quando a gente trabalha junto, a gente tem que fazer com que um entre na vida do outro e a faça melhor", adicionou Will.

O astro de "Eu Sou A Lenda" comentou também que não pode esperar pela continuação do filme. "Liguem para a Netflix e peçam por 'Bright 2'", brincou ele. 

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Edhucca

Últimas de Cotidiano

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber