Cotidiano

Policial civil desaparecida é achada morta em praia de Santa Catarina

Da Redação ·
Policial civil Karla Silva de Sá Lopes foi assassinada - Foto: Reprodução Facebook
Policial civil Karla Silva de Sá Lopes foi assassinada - Foto: Reprodução Facebook

A Polícia Civil de Santa Catarina confirmou que o corpo da investigadora Karla Silva de Sá Lopes, 28 anos, foi localizado na quinta-feira (7) à noite, por volta das 18h, em uma praia de Balneário Camboriú. Ela estava desaparecida desde a manhã de quarta-feira após ser vista pela última vez por volta de 7h30min, quando teria saído para caminhar em Itapema, no Litoral Norte.

continua após publicidade

As informações preliminares davam conta de que o marido da vítima, um policial aposentado, teria confessado o crime quando foi procurado pela Polícia Militar para falar sobre o desaparecimento de Karla. 

Ele ainda teria se apresentado no batalhão de Itapema na quinta-feira e entregado a arma que costumava usar. O corpo da vítima, segundo o policial, foi escondido na praia de Taquaras e, após o local ser identificado, foi recolhido pelo Instituto Médico Legal (IML).

continua após publicidade

No entanto, Luiz Eduardo Cleto Righetto, advogado do policial identificado apenas como Fernando, nega que o cliente tenha matado a esposa. O policial esteve na DIC para prestar depoimento e deve, por orientação do próprio advogado, passar a noite no batalhão, mesmo não estando preso. 

Righetto afirmou ainda que as informações de que o cliente teria confessado o crime e indicado o local onde o corpo estava são falsas.

Com informações do Diário Catarinense