Mais lidas
Cotidiano

“Jesus – A Esperança” estreia dia 14 de dezembro

.

Após cinco meses de filmagens e anos de planejamento, o longa-metragem “Jesus - A Esperança” chega aos cinemas do Paraná no dia 14 de dezembro. Inicialmente, Arapongas, Curitiba, Porto União e Pato Branco irão exibir o longa através da rede de cinemas Cine Gracher, das lojas Havan. O filme, que retrata a vida de Jesus Cristo focada em sua vida pública e seus milagres, tem duração de 90 minutos e foi produzido pelo grupo Mãe do Céu, de Arapongas.

O elenco, de 600 pessoas, integra o grupo araponguense e fez o todo o trabalho de forma voluntária. A maioria participa há 20 anos da encenação da Paixão de Cristo, espetáculo teatral que faz parte da tradição da cidade e que tornou o grupo conhecido em todo Estado. A ideia de passar o trabalho para o cinema era um desafio, conta o araponguense Luiz Vechiatto, responsável pela direção do grupo teatral “Mãe do Céu” e também intérprete de Jesus Cristo. 

Segundo ele, o filme vai deixar um registro do trabalho dos araponguenses e reforça o objetivo do grupo, que é a evangelização. “A missão deste filme é a de evangelizar. Haverá um dia que nós não estaremos aqui, mas este trabalho ficará para as futuras gerações”, explica Vechiatto.As cenas foram filmadas em Arapongas e também em Sabáudia. “Teremos lançamento estadual e posteriormente estreia nacional.

A meta da distribuidora Moro Filmes é apresentar o longa nas principais salas de cinema do Brasil e posteriormente exportar”, conta o diretor e editor do longa, o apucaranense Semi Salomão. Ele afirma que dirigir um filme épico como “Jesus – A esperança”, com um grupo de atores não profissionais, foi um desafio. “Foi um trabalho difícil de preparar um elenco amador que nunca havia tido experiência com cinema. Fiz workshop e aulas de preparação com a maior parte do elenco do grupo, onde ensinei técnicas de interpretação para cinema em um curto espaço de tempo”, destaca. 

A produção do filme contou com mais de 600 figurantes, além de utilizar também a estrutura do grupo teatral, como cenógrafos, figurinistas, maquiadores, iluminadores e diversos colaboradores de outros setores. Além de dirigir e editar o filme, Semi Salomão viveu o Rei Herodes. As gravações foram encerradas em dezembro do ano passado.

Assista ao trailer: 


 

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber