Mais lidas
Cotidiano

Homem armado com faca liberta funcionária pública mantida refém por quase 10 horas

.

De acordo com a PM, suspeito com tornozeleira eletrônica fez exigências para liberar mulher - Foto: Rádio Pioneira FM
De acordo com a PM, suspeito com tornozeleira eletrônica fez exigências para liberar mulher - Foto: Rádio Pioneira FM

A moça que foi feita de refém por um homem armado com faca que invadiu o prédio de um centro de assistência social da Prefeitura de Pinhão, no sudoeste do Paraná, foi libertada no início da noite de segunda-feira (4). Ela havia invadido o prédio e rendido a funcionária pública por volta das 9 horas. As negociações duraram quase 10 horas.

Após as negociações, além de libertar a mulher, ele acabou sendo preso. Ninguém se feriu. Segundo a Polícia Militar (PM), o homem usava tornozeleira eletrônica e chegou a pedir dinheiro para libertar a vítima e fugir.

Testemunhas que trabalham no Cras relataram que o homem fez outras duas funcionárias reféns antes: uma delas conseguiu escapar e a outra foi "trocada" pela terceira vítima. A polícia, no entanto, não confirma essas informações.

Ainda conforme o relato de testemunhas, o suspeito tem 35 anos, e era conhecido no Cras porque já recebeu atendimento no local.

Preso por homicídio
De acordo com a Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária do Paraná (Sesp), o homem foi preso por homicídio em 2001. Ele chegou a fugir da penitenciária e foi recapturado três meses depois.

A tornozeleira eletrônica foi colocada em agosto deste ano. Ele seria monitorado eletronicamente por seis meses e 26 dias, ainda conforme a Sesp.


×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber