Mais lidas
Cotidiano

Morre aos 80 Charles Duvelle, músico francês que mapeou os sons da África

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Morreu no último dia 29 de novembro, aos 80 anos, o musicólogo, pianista e fotógrafo francês Charles Duvelle.

Parisiense nascido em 28 março de 1937, o músico cresceu na Indochina e teve sua formação musical num conservatório de piano. Após efetivar-se no ramo da pesquisa sonora, seu trabalho virou influência para nomes como David Bryne, vocalista do Talking Heads, e Brian Eno, pai da música ambiental.

Pouco conhecido pelo grande público, o precursor da etnomusicologia foi à África na década de 1960 com um gravador Nagra, uma câmera Rolleiflex e uma Lévèque de 8mm. Viajou o continente mapeando e gravando a riqueza e a diversidade dos sons africanos.

Da viagem nasceu o livro "The Photographs of Charles Duvelle" ("As Fotografias de Charles Duvelle", em tradução livre), lançado pela editora americana Sublime Frequencies cinco meses antes de sua morte. A obra reúne músicas, fotos e entrevistas sobre sua trajetória pelo continente africano.

Em pleno boom da globalização na década de 1960, seu trabalho resultou num extenso acervo de preservação da memória sonora local para o Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade.

"Nós não podemos Coca-colizar todas as músicas", dizia Duvelle.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber