Mais lidas
Cotidiano

Mulher que se passava por servidora federal é presa por estelionato

.

Uma mulher, de 33 anos, suspeita de aplicar golpes em terceiros se passando por funcionária da Receita Federal, foi presa em flagrante, na última semana, pelo Setor de Crimes Contra a Economia, Fraudes e Estelionato (Sicrefe), da da 15ª Subdivisão Policial (SDP) de Cascavel. A prisão aconteceu em uma residência, situada no bairro Interlagos. 

Segundo informações policiais, a suspeita dizia ter veículos e demais produtos eletrônicos apreendidos que poderiam ser liberados mediante pagamento, e negociava a venda das mercadorias via grupos de aplicativo de mensagens instantâneas no celular. 

Na situação em que foi flagrada, a mulher estava oferecendo uma caminhonete Hilux, ano 2017, para uma pessoa que já havia depositado R$550 para a suposta liberação do veículo. A vítima em questão passou a desconfiar da mulher, que pediu para que ele depositasse mais R$150 e não havia lhe passado garantia alguma sobre a aquisição da caminhonete. Diante do fato a vítima procurou pela polícia para relatar o caso. 

Os policiais iniciaram as diligências logo de imediato e conseguiram chegar até o titular da conta em que a suspeita pedia para as vítimas realizasse os depósitos. Ela dizia que tratava-se de seu chefe, entretanto, era de um familiar (idoso) que ela utilizava de “laranja”. 

Ao ser questionado pela equipe, o homem relatou não ter conhecimento dos depósitos e alegou que a suspeita havia lhe pedido a conta emprestada para que pudesse receber um dinheiro – sem justificar a procedência. De acordo com o delegado responsável pela ação, Rodrigo Baptista Santos, a mulher possuí pelo menos três Boletins de Ocorrência (BOs) contra ela na unidade policial, que relatam a mesma prática criminosa. 

“Em um dos golpes, inclusive, o prejuízo foi de R$10 mil, outros com valores um pouco menor. Porém, todas as vítimas serão ouvidas durante os próximos dias na delegacia”, informa o delegado. O delegado ressalta que a mulher já contava com passagens policiais pelos crimes de estelionato, o qual praticou há oito anos. “A suspeita já havia sido condenada pela Comarca de Foz do Iguaçu, chegando a cumprir pena de forma alternativa com o uso de tornozeleira eletrônica”, conta. 

Na delegacia, a mulher confessou o crime e foi autuada em flagrante pelo crime de estelionato. Razão pela qual permanece presa no Setor de Carceragem Temporária (Secat) da 15ª SDP de Cascavel à disposição da Justiça. 

AÇÃO DISTINTA
Em outra ação, o Grupo de Diligências Especiais (GDE) da 15ª SDP de Cascavel recuperou um Corsa prata furtado em menos quatro horas após o crime. O carro foi encontrado no bairro Santo Onofre, na noite de sexta-feira (24/11). Um casal, de 26 e 18 anos, foi preso em flagrante no local. Com eles, a equipe encontrou uma chave “micha” – chave de padrão única que destrava diversos modelos de veículos. As diligências iniciaram assim que a equipe foi notificada do crime, ocorrido por volta das 18 horas nas proximidades do Hospital Universitário de Cascavel, na Avenida Tancredo Neves. Ao realizar buscas pela região, os policiais avistaram o Corsa estacionado perto do Estádio Olímpico de Cascavel e monitoraram até que alguém aparecesse para retirar o carro.Pouco antes das 22 horas um casal apareceu e se aproximou do veículo. 

A mulher, de 18 anos, ficou observando se havia alguém por perto enquanto o homem, de 26 anos, abria o carro. Momento em que os policiais se aproximaram e abordaram a dupla. Os suspeitos tentaram fugir a pé, mas foram impedidos pela equipe.O homem já possuí uma extensa ficha criminal e conta com passagens por crime de receptação, furto, tráfico de drogas e corrupção de menores. Na delegacia, ambos foram autuados pelo crime de furto qualificado e foram recolhidos para o Secat da 15ª SDP, onde permanecem presos à disposição da Justiça. O veículo, após passar pelos trâmites legais, será restituído a seu verdadeiro proprietário. 

Cumprimento de mandado
Um rapaz, de 26 anos, e um adolescente, de 15 anos, suspeitos de envolvimento em um roubo a residência, tiveram seus mandados de prisão preventiva e busca e apreensão, respectivamente, cumpridos na tarde de sexta-feira (24/11), no bairro Jardim Esmeralda. A ação foi realizada pelo GDE da 15ª SDP de Cascavel. 

A dupla é suspeita por um crime que ocorreu no dia 04 de outubro deste ano, ocasião em que os suspeitos e uma terceira pessoa – já presa em outra situação pela Polícia Militar do município – invadiram uma propriedade rural, localizada na zona rural de Santa Tereza do Oeste, na Linha Gonçalves Dias. No dia do fato, os suspeitos estavam armados, renderam as vítimas e roubaram uma caminhonete.

O adolescente foi encaminhado para o Centro de Socioeducação I, em razão do cumprimento de mandado de busca e apreensão, expedido pela Vara da Infância e da Juventude de Cascavel. Já o homem, de 26 anos, foi encaminhado para o Secat da 15ª SDP, onde permanece preso à disposição da Justiça.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber