Mais lidas
Cotidiano

Dupla suspeita de tráfico de drogas é presa em Curitiba

.

Dois homens, de 20 e 30 anos, foram presos pela equipe de investigação do 13° Distrito Policial (DP) da Capital, na última quinta-feira dia (30), em uma residência, que fica no bairro Umbará, em Curitiba. A dupla é suspeita de cometer os crimes de tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo. A ação contou com o apoio da Polícia Militar (PM).Segundo informações policiais, a prisão aconteceu no momento em que o homem de 30 anos estava dentro de seu carro um Celta prata, e saia da casa do outro suspeito. No carro, foram encontrados um revólver calibre 32, 360 gramas de maconha e uma pequena quantidade de cocaína, além de embalagens plásticas que seriam utilizadas para a venda das drogas.O delegado-titular do 13° DP, Gerson Alves Machado, afirma que, há um mês, equipes já realizam diligências para descobrir pontos de tráfico de drogas na região do Taturaquara. Os dois possuíam passagens pelos crimes de furto e roubo. O suspeito, de 20 anos, já havia sido autuado em flagrante pelo crime de tráfico de drogas, mas cumpria a sua pena em regime semiaberto. Também existiam quatro denúncias registradas pelo canal de narco denúncias, as quais alegavam que eles estavam vendendo drogas na região.A dupla foi autuada pelos crimes de tráfico de drogas e posse ilegal de arma de fogo, e em seguida foram encaminhados para o setor de carceragem provisória do 7° DP, onde permanecem à disposição da Justiça.PRISÃO - Em outra diligência realizada pela equipe de investigação do 13° DP, um rapaz de 21 anos, foi preso, suspeito de colocar fogo em uma residência, localizada na rua Nicola Pelanda, no bairro Umbará. A prisão aconteceu na manhã desta sexta-feira dia (01/12) , o suspeito foi encontrado no local onde mora e trabalha, que também fica no Umbará.De acordo com a polícia, a casa era um lugar histórico, que pertencia a três irmãos e foi incendiada na quarta-feira dia (15/11). A equipe operacional afirma que o crime foi motivado por causa de uma vingança.O delegado do caso Gerson Alves Machado, explica como o incêndio aconteceu. “ O rapaz chegou na residência, arrombou o portão e a porta da casa, e em seguida ateou fogo em um colchão, que logo se espalhou e destruiu a residência inteira”.Segundo informações policiais uma das vítimas era dona de um outro terreno, e estaria fazendo negócio com o suspeito, mas acabou desfazendo a negociação em cima da hora. E por esse motivo o suspeito teria ficado com raiva e colocado fogo na casa.A equipe policial afirmou que os vizinhos reconheceram a moto que o suspeito estava utilizando no momento do incêndio. Uma CG 150 preta, e foi a partir dessas informações, que os policiais conseguiram chegar até ele. O rapaz foi autuado pelo crime de incêndio criminoso e permanece detido à disposição da Justiça.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber