Mais lidas
Cotidiano

Honduras suspende garantias constitucionais em meio a agitação após eleições

.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Honduras suspendeu alguns direitos constitucionais para permitir que as forças de segurança contenham protestos e transtornos em meio a uma eleição disputada em que ambos os candidatos se declararam vencedores e a contagem das cédulas está entrando em seu sexto dia.

A espera pelos resultados das eleições motivou manifestantes a ocuparem as ruas contra as policiais armados com gás lacrimogêneo, bastões e canhões de água. O porta-voz da polícia nacional Jair Meza disse que 12 pessoas foram feridas em confrontos entre policiais e manifestantes.

Em decreto, o chefe do gabinete do governo, Jorge Hernandez, disse na sexta-feira (1º) que algumas garantias constitucionais seriam suspensas por 10 dias para permitir que o exército e a polícia controlem a situação. O governo declarou um toque de recolher a partir das 18h em todo o país.

O presidente do tribunal eleitoral, David Matamoros, disse que representantes dos partidos políticos estariam presentes para a contagem de votos e que nenhum anúncio seria feito até que houver um resultado final. Mas a oposição publicou uma lista de demandas que incluiu uma revisão mais ampla de votos em três jurisdições, onde alega que a participação dos eleitores foi excepcionalmente alta e disse que o número de cédulas que apresentaram problemas foi muito maior.

Em um comunicado, o tribunal disse que qualquer sugestão de irregularidades em suas operações é falsa e lamentou a crescente violência nas ruas.

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber