Mais lidas
Cotidiano

Após brigar por atendimento em UPA, paciente acaba morto por guarda municipal

.

Paciente acabou morto por guarda municipal após confusão em UPA - Foto: Eliandro Piva/RICTV Londrina
Paciente acabou morto por guarda municipal após confusão em UPA - Foto: Eliandro Piva/RICTV Londrina

Um homem de 40 anos foi morto a tiros por um guarda municipal na tarde de quinta-feira (30) quando procurava atendimento médico na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Jardim Sabará, em Londrina, na região norte do Paraná. A vítima foi identificada como José Vilmo Silvestre da Silva.

Segundo testemunhas, o paciente chegou ao posto de saúde muito alterado e passou a exigir atendimento prioritário. Irritado com a demora, ele ameaçou agredir o médico e destratou os atendentes do local. 

Quando ele começou a depredar o posto, um guarda municipal deu voz de prisão por desacato e, no momento que tentava algemar o homem, teve a arma de fogo tomada por ele.

O paciente fugiu da UPA e foi seguido pelo agente, que tentava recuperar a arma. Os dois entraram em luta corporal e o homem deu três tiros na direção do guarda, mas errou o alvo. O vigilante reagiu com uma segunda arma e disparou duas vezes contra o paciente, que foi alvejado mortalmente.

O corpo foi encaminhado Instituto Médico-Legal (IML) de Londrina para exame de necropsia e a Polícia Civil instaurou inquérito relativo ao caso.


Com informações da RicTv, de Londrina

×

Newsletter

Conteúdo direto para você:

Quero Receber